Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
Stand Up Comedy

Rodrigo Capella apresenta o show 'O Pai Tá Off' nesta segunda (2)

O carioca vai abordar com bom humor temas voltados aos relacionamentos. Apresentação acontece no BËHPO Gastropub, em Manaus



WhatsApp_Image_2021-08-02_at_13.29.49_D77692FE-69BB-4434-BF51-DC8BEA39CA32.jpeg Rodrigo se apresenta em Manaus há 15 anos (Foto: Iago Albuquerque)
02/08/2021 às 13:31

Recém-chegado a Manaus, o humorista carioca Rodrigo Capella reservou a tarde da última sexta (30) para um ensaio fotográfico com a reportagem de A CRÍTICA. A visita à capital amazonense tem motivo: a apresentação do show de humor “Rodrigo Capella – O Pai Tá Off”, que acontecerá nesta segunda (2), na “Noite da Comédia”, no BËHPO Gastropub. Somente para as fotos, ele revelou o sorriso que está por trás da máscara ao lembrar da esperança em, finalmente, voltarmos ao normal assim que a pandemia acabar.

O show “O Pai Tá Off”, segundo ele, faz uma alusão à expressão “O Pai Tá On” – que se refere às pessoas que estão solteiras e “na pista”, segundo ele. “Eu falo do cara que está casado, que namora. Apesar da gente fazer um show em grupo, com mais galera, o tom da minha apresentação é sempre relacionamento, e as coisas engraçadas que acontecem na vida do homem e da mulher. Falo dos relacionamentos com filhos, sem filhos; quais as diferenças do cara casado para o cara solteiro, de antigamente para os dias de hoje. O enredo é isso aí. Sempre de maneira bem humorada, tratando das vantagens e desvantagens de quem é casado e solteiro”, coloca ele.



Para as apresentações, Rodrigo adianta que costuma interagir muito com a plateia, mas a certa distância. “Eu preciso muito da plateia. Às vezes pego umas que não querem interagir tanto, e isso dificulta muito o meu trabalho. Os meus textos são não só de interação, mas de identificação. As pessoas se identificam. 90% das coisas que falo no show, já aconteceram com alguém. Eu preciso muito dessa interação, que vai rolar em quase 100% do tempo, se Deus quiser... mas de maneira segura, do palco”, observa ele.

Expectativa

Com o retorno gradual dos eventos – além do Norte, Rodrigo também fará uma mini turnê em cinco cidades do Sul – o humorista alega a felicidade por estar retornando ao trabalho presencial aos poucos, em shows com todas as restrições e padrões estabelecidos pelas normas de segurança em saúde. “Ficamos quase dois anos impedidos de trabalhar, em um negócio que, na minha opinião, é essencial. O riso é essencial. Quantas pessoas não ficaram em depressão nessa fase e precisavam sorrir? Não é que a gente parou de trabalhar; a gente parou de ganhar [dinheiro]. Mas a gente continuou trabalhando nas redes sociais, fazendo a galera rir. E, agora, poder ter esse feedback de volta, tanto em retorno financeiro quanto social, e poder fazer bem pra galera... isso me deixa muito feliz”, celebra ele.

Capella aponta que, com o avanço da vacinação no País, as pessoas estão acreditando cada vez mais no fato de que a pandemia está chegando perto de acabar. “Pra gente é essencial, e o que mais precisávamos é que as pessoas voltassem a acreditar que as coisas vão voltar ao normal, mesmo que seja o ‘novo normal’. Está muito perto da gente conhecer esse ‘novo normal’, e vai ser bem próximo do que era, se Deus quiser”, avalia ele, que celebra o retorno a Manaus. “Eu faço show aqui há 15 anos. Faz tempo que não venho, e fico muito feliz de estar aqui sempre. Costumo dizer que não é só o clima que é quente – o público é caloroso. Sempre fui recebido com muito carinho, atenção e respeito, e tenho certeza que não vai ser diferente. Sempre venho com muita felicidade para cá e volto com o coração cheio de carinho”, completa o humorista.

Serviço

O quê: "Noite da Comédia"

Quando: Nesta segunda (2), às 19h

Onde: BËHPO Gastropub (Rua Rio Branco, 23, Vieiralves)

Infos: (92) 98232-1725 - Ingressos disponíveis

Subeditora de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.