Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Moda

‘Roube’ o look: Site facilita a vida das fashionistas com dicas

A iniciativa, que em português significa “roube o look”, tem o toque das fashionistas gaúchas Manuela Bordasch e Catharina Dieterich



1084714.jpg Para reproduzir o conjuntinho da blogueira Aimee Song, a dica é começar com tons mais neutros para acostumar
22/05/2016 às 07:20

Em uma tarde de abril, a top Gisele Bündchen foi fotografada desfilando um streetstyle básico pelas calçadas de Nova York: a bordo de um salto alto, ela vestia um suéter, uma calça de couro e uma bolsa Chanel a tiracolo. Um mês depois, era possível comprar todas as peças necessárias para montar um look semelhante ao da modelo no site Steal the Look (www.stealthelook.com.br), atualmente a maior plataforma brasileira a reunir conteúdo de moda e e-commerce em um mesmo lugar.

A iniciativa, que em português significa “roube o look”, tem o toque das fashionistas gaúchas Manuela Bordasch e Catharina Dieterich, hoje responsáveis por uma equipe de 11 pessoas e uma cartela de quase cem marcas parceiras, dentre elas a Sephora, Nike, Arezzo e Schutz. Segundo as estatísticas do site, o número de acessos por mês está na casa dos 2 milhões.
Para Manuela, formada em Relações Internacionais e com passagens pelas passarelas na adolescência, o Steal the Look é uma plataforma democrática porque reúne o que interessa tanto às fashionistas de plantão quanto às mulheres alheias ao calendário oficial da moda. 

“Ele veio para atender desde quem deseja comprar as novidades no momento que são lançadas e se informar sobre tendências, até as mulheres que querem expressar sua personalidade através da moda e até mesmo aprender a usar e combinar peças que já tenham no próprio guarda-roupa. Muitas vezes não nos damos conta de combinações incríveis que podemos fazer com coisas que já temos, e acho que o STL ensina muito isso”, comenta.

Nesse sentido, as mídias sociais fizeram uma verdadeira revolução na forma como as pessoas se relacionam com o meio fashion. “Hoje em dia, todos têm acesso a qualquer informação, onde quer que esteja. E sem dúvida isso influencia na hora de consumir moda, pois as pessoas estão cada vez mais bem informadas sobre o assunto e se inspirando em ícones de estilo”, opina Manuela.

Funcionalidade

O visitante que acessa o Steal the Look escolhe entre navegar pelas abas de tendências, celebridades, beleza e outros. Em cada post, além de dicas de como usar e adaptar os looks selecionados, aparecem as opções para comprar os itens que compõem o visual, dos óculos ao sapato. O diferencial é que a leitora não precisa mais sair procurando os itens aleatoriamente na Internet. Tudo está ao alcance de alguns cliques e ainda há a possibilidade de conseguir bons descontos.

Segundo Manuela Bordasch, o site apareceu numa época em que nada do gênero era feito no País. “Surgiu a partir de uma necessidade nossa de comprar os looks que víamos. Aí quando percebemos que ninguém fazia isso, acreditamos que havia esse gap no mercado”.

Do fluxo atual de público, a maioria está entre 18 e 35 anos e compra de tudo. Manuela dá outra indicação do comportamento dos visitantes do Steal the Look. “O mais legal é ver que elas se inspiram no STL até mesmo para fazer compras em lojas físicas”.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.