Segunda-feira, 15 de Julho de 2019
Vida

Sabor caboclo: Celdo Braga ensina a receita do Alto Solimões

A receita do peixe assado na folha da bananeira e uma mojica, é de família e Celdo aprendeu em Benjamin Constant, e passa agora aos filhos e amigos



1.jpg A receita que exalta o sabor ribeirinho, ganha um toque especial nas mãos do poeta e da filha Seyara Meri Braga
05/03/2016 às 10:02

Pelo menos uma vez por mês o músico e poeta Celdo Braga, do grupo Imbaúba, reúne a família e os amigos mais “chegados” para exaltar os sabores de sua origem ribeirinha. Ele divide a cozinha com a filha Seyara Meri Braga para preparar um peixe assado na folha da bananeira e uma mojica, duas receitas conhecidas em Manaus, mas que nas mãos da dupla ganha a versão típica do Alto Solimões. 

Diferente da maioria das casas, onde a caldinho de peixe conhecido por mojica fica para o final da festa, na casa dos Braga ela é a entrada. “Geralmente as pessoas fazem com o que sobrou do peixe, no dia seguinte ao dia do assado. Nós separamos uma banda do peixe para fazer a mojica”, conta Seyara.

O tambaqui é o preferido da família, mas as receitas podem ser adaptadas a qualquer espécie de peixe. Para a preparação da mojica, o peixe já deve estar assado. Para engrossar o caldo, é usada a banana pacovã ralada.“Deve ser usado um ralador manual, liquidificador e processador não funcionam”, fala  Seyara.

O peixe assado é preparado por Celdo Braga antes mesmo do dia que será servido. Ele faz questão de escolher cada ingrediente, principalmente o peixe, que tem um fornecedor no bairro Dom Pedro.  É na barraca do “Loro” que ele garante o pescado de rio. “Peixe de viveiro tem um gosto muito ruim. Para uma boa culinária você tem que ter bons ingredientes, saber escolher produtos de qualidade”.

Outro segredo de Celdo é substituir o limão pelo molho de mangarataia, conhecida como gengibre. “O limão acaba o  sabor original do peixe, a mangarataia não, só tira o ‘pitiú’”, reforça.

Para fazer o molho, basta bater a mangarataia com água no liquidificador e depois coar. Antes de usá-la, Celdo indica passar bastante sal no peixe e deixar descansar por uns 30 minutos. Depois retira um pouco do sal com água e passa o molho, na mesma quantidade como se fosse o limão. “A carne do peixe fica mais durinha”, diz. Depois é só colocar em cima da folha verde de bananeira e levá-la para churrasqueira a carvão. “Se você embrulhar todo o peixe ele vai cozinhar, e não assar”, avisa. 

Para acompanhar, é de se imaginar  uma farinha ovinha, certo? Errado. A família Braga usa a do Aruaque. “Parece uma cream cracker de tão crocante”, diz Celdo. “A própria banana e arroz branco também são boas opções”, complementa.

A receita de família, Celdo aprendeu em Benjamin Constant, berço do poeta, e passa agora aos filhos e amigos. “Cozinhar e receber as pessoas é uma forma de demonstrar carinho e apreço. Só convido pessoas especiais para este dia”. Confira as receitas:

Peixe assado na folha da bananeira

Ingredientes

1 tambaqui ou outro peixe

Molho de mangarataia (ou gengibre) a gosto

Sal a gosto

1 a 2 folhas de bananeiras verdes 

Preparo

1. Limpe o peixe 2.  Passe bastante sal em todo o peixe e deixe descansar   3. Retire um pouco do sal. 4.  Passe o molho de mangarataia. 5. Coloque o peixe na folha de bananeira e depois para assar na churrasqueira a carvão 6.Retire no ponto que desejar.

O segredo

Substituir o limão pela mangarataia na hora de temperar o peixe

Molho de mangarataia

1. Bata a mangarataia no liquidificador com água e coe

Mojica

7 a 8 bananas pacovãs

3 cebolas grandes

Pedaços de peixe 

10 pimentas de cheiro

5 tomates

3 litros de água

2 maços de cheiro verde

Pimenta do reino a gosto

Sal a gosto

Preparo

1. Corte o peixe assado em pedaços, de tamanho diferente e na quantidade que desejar  2.  Rale toda banana no ralador manual 3. Coloque a banana de molho na água  4. Corte as verduras em cubos  5. Refogue o tomate, cebola, um  maço cheiro verde, as pimentas de cheiro 6.Acrescente a banana e mexa até o ponto de mingau 7.Coloque o segundo maço de cheiro verde por cima, mas não mexa 8.Deixe cozinhar sem mexers por 5 a 10 minutos.




Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.