Publicidade
Entretenimento
FESTAS DE FIM DE ANO

Saiba como fugir da decoração tradicional da árvore sem perder o espírito natalino

Para decoradores, árvores tropicalista, invertida, natural ou luxuosa são opções para este Natal 09/12/2017 às 19:52 - Atualizado em 10/12/2017 às 09:34
Show vida1003 f10
(Foto: Divulgação)
Tiago Melo Manaus (AM)

Dezembro chegou e uma das peças chave da noite mais esperada do ano, a árvore de Natal, merece sua atenção desde já, afinal falta menos de 20 dias para a data e ninguém quer deixar para decorar a casa no último momento. Mas mais do que apenas deixar a casa linda para receber amigos e familiares nas comemorações de fim de ano, a ideia é criar uma árvore diferente, inspirada e cheia de personalidade.

Para muitos, a tradicional árvore feita de galhos artificiais já não satisfaz como antes e a ideia é apelar para materiais quase exóticos e conquistar designs inovadores. Então, fica a pergunta: é possível fugir do símbolo natalino de pinheiros verdes, pomposos e cheios de enfeites temáticos, sem, contudo, perder o espírito e magia contagiantes desses dias?

A resposta é sim! O BEM VIVER conversou com a arquiteta e designer de interiores Fabiana Bandeira de Melo, que explicou como valorizar esse tradicional símbolo usando um pouco de criatividade e bom humor na hora de decorá-lo. Confira agora, algumas ideias diferentes e divertidas para montar a sua árvore de Natal.

 “Acho que o segredo de uma boa árvore de Natal é montá-la de acordo com o momento em que a pessoa está vivendo. Por exemplo, se tiver criança em casa, o legal seria decorá-la com personagens infantis. E como toda tendência de decoração pode ser levada para outras áreas, eu destaco a cor rosé gold, que está em alta e, inclusive, eu optei por usar ela na minha árvore”, afirmou a decoradora.

De acordo com Fabiana, com tendências que mudam constantemente e conceitos que vão sempre se renovando, fica difícil predizer quais novidades se tornarão clássicos e quais serão apenas ‘modinha’. “Houve uma época, por exemplo, em que estava na moda um produto que fazia a árvore girar. Hoje em dia, já não encontramos mais dele disponível no mercado”, comenta.

Renovando o tradicional

Para ela, o importante é que os símbolos natalinos sejam mantidos, mas com uma nova leitura, como bolas com imagens de presépio. Sobre as árvores mais exóticas, como as que ficam de cabeça para baixo, Fabiana alerta: “existem modismos que fazem com que o verdadeiro sentido da árvore de natal seja esquecido, mas, como toda decoração, é importante que a árvore combine com a personalidade da pessoa”.

Uma opção para quem quer fugir do padrão, sem ter que recorrer a medidas mais drásticas, como a árvore invertida, que para alguns pode ser um sacrilégio, é optar por outras cores. “Não necessariamente você precisa seguir o padrão verde, vermelho e dourado. O importante é que a árvore transmita a alegria das luzes e energia do Natal”, defende a especialista.

“Eu, particularmente, gosto muito de inovar nas cores. Na minha última viagem pelos países escandinavos, vi que estava muito em alta a decoração em rosé gold. Fiquei encantada por vários produtos nessa cor. Quando chegou a hora de montar minha árvore, pensei: por que não montar assim? Inclusive combina com a decoração da minha casa”, completou.

Jeitinho brasileiro

Foi por aversão ao clima polar artificial das árvores de Natal, que em nada condizem com o clima e a cultura brasileira, que o editor do site Casa Vogue Brasil, Michel Lott, decidiu a criar a sua no melhor estilo tropicalista, com direito a bananas, abacaxis e plantas secas na decoração. A intenção, segundo Michel Lott, era ter em casa uma árvore que o representa.

“Vivemos em um país cheio de belezas e originalidade, repleto de mentes criativas e de culturas fantásticas. Inspiração é o que não falta. As bananas de madeira, por exemplo, são um artesanato típico de Ouro Preto, em Minas Gerais. Para combinar com a sala de casa, decidi manter os tons terrosos e as plantas secas na árvore, e usar luzinhas vermelhas para não quebrar a paleta, além de acrescentar objetos inesperados, como os abacaxis cor-de-rosa”, explica.

“A princípio também pensei em fugir do pinheiro e explorar outras formas, mas cheguei à conclusão de que mesmo no caminho da mudança, é bom manter um ponto de conforto. Afinal, vivemos um mundo conectado e globalizado. Se não tivermos misturados à brasilidade um pouco da cultura global, algo está errado”, completou.

Árvore natural: Dicas e cuidados

Outra opção para inovar é a árvore natural. Além de ser um reforço no paisagismo da casa, a árvore de Natal pode acompanhar a família o restante do ano. Porém, alguns cuidados pontuais são necessários.

  • As espécies mais indicadas são as Tuias limão, as Kaizucas e os Ciprestes;
  • Qualquer que seja a árvore escolhida, ela precisará de claridade, ventilação e sol para permanecer saudável;
  • Como nenhuma planta vive sem alimento, é necessário adubá-la;
  • É recomendável que a planta seja molhada a cada dois dias;
  • Em geral, é possível pendurar qualquer objeto, desde que não aperte demais os galhos e folhas para não machucar a árvore;
  • Para iluminar, o tipo de pisca-pisca mais indicado é o de LED, que não esquenta;
  • Com o fim das festas, é hora de desmontar a árvore, que passará a conviver com o dia a dia da família. Basta transpô-la para um vaso maior, para que a raiz se desenvolva de forma saudável.
Publicidade
Publicidade