Publicidade
Entretenimento
Vida

Saiba quais são as melhores bebidas para celebrar as festas de fim de ano

Ceias de Natal e Réveillon pedem bebidas que tragam plena harmonia para combinar paladar e celebrar a vida em grande estilo 14/12/2014 às 14:59
Show 1
A Barão Cervejas vende algumas cervejas em versões “Christmas”
Rafael Seixas Manaus (AM)

As festas de fim de ano estão chegando e trazendo consigo boas energias para o ano de 2015. Para celebrar essas datas tão especiais (Natal e Réveillon) não podem faltar bebidas na harmonização com os pratos tradicionais das festas. Por isso, a reportagem do VIDA & ESTILO conversou com alguns especialistas para ensinar como não fazer feio na hora de escolher a melhor opção de vinho, espumante e cerveja.

No Brasil, há uma grande variedade de vinhos à disposição de quem gosta desse tipo de bebida. Há também uma diversidade e amplitude de preços, por isso, segundo o empresário Edson Gil Costa, um grande apreciador e conhecedor de vinhos e espumantes, a simples indicação de marcas e nomes pode ser precipitada.

“Melhor é entendermos que dentre a enorme variedade disponível em nosso mercado, é importante se ter em mente o menu do jantar. Para o início da festa, imprescindível é um bom vinho espumante, preferencialmente seco (Brut). Ele vai ajudar a elevar o momento, descontrair as pessoas e tornar o clima de festa mais presente. Se há salada programada como primeiro prato, um vinho rosé bem refrescado cai bem. Será servido ceviche? Programe um aromático Sauvignon Blanc. Como prato principal carnes brancas, busque por um bom Chardonnay”, indica ele.

“Para as carnes, as variedades são enormes, desde um leve Pinot Noir, que também pode acompanhar o peru assado, ou até os robustos Cabernet Sauvignon, Malbec, Tannat, entre outros”, acrescentou o enófilo.

Escolha certa

Muitas pessoas ficam na dúvida do que é melhor para o Natal e o Réveillon: vinho ou espumante? De acordo com o Edson Gil, as bebidas, de uma maneira geral, carregam em si mais do que sabores e sensações. Cada qual traz um valor simbólico, uma riqueza de associações criadas ao longo dos anos pelas sociedades.

 “O imaginário formado em torno de uma garrafa nos leva com frequência a equiparar suas ligações simbólicas às sensoriais. Pense no champagne ou nos vinhos espumantes em geral. (...) Em eventos como o Natal e Réveillon certamente os vinhos espumantes têm seu lugar de destaque”, concluiu o enófilo, acrescentando que o vinho espumante pode ser um coringa na hora de harmonizar com vários pratos tradicionais de ambas as festas.

Versões natalinas

Para quem gosta mais de cerveja, saiba que existem vários rótulos no mercado que vêm em versões “Christmas” ou “Noel” – edições sazonais feitas especialmente para o Natal.

“Apesar disso, nem sempre são a melhor escolha. Essas cervejas foram feitas para o padrão de Natal do hemisfério Norte, ou seja, aquele típico Natal de Hollywood com muita neve e uma lareira para afugentar o frio. Por esse motivo, as cervejas de ‘Natal’ tendem a serem mais alcoólicas, chegando facilmente aos 10% de álcool. Mas essa é a característica menos importante dessas cervejas”, explicou George Costa, especialista em cervejas e proprietário do Barão Cervejas.

Combinações

Para fugir um pouco das cervejas rotuladas como de Natal, o empresário sugeriu alguns estilos que harmonizam bem com os pratos mais típicos dessa época do ano. “Vamos começar com o mais famoso deles, o típico peru de Natal. Esse, por ser um prato leve, harmoniza muito bem com uma cerveja do tipo Blond Ale, recomendo a cerveja trapista a La Trappe Blond, uma cerveja leve com colarinho cremoso, aroma perfumado e frutado; no paladar, um adocicado do malte e notas cítricas de lúpulo”.

Pelo fato de o pernil ser uma carne com sabor mais forte e mais temperada, além de ser mais gordurosa, George recomenda bebidas de estilo Dubbel. “Por exemplo, a belga Maredsous Bruin,  pela proximidade do caramelo da cerveja com o tostado da carne, sabores de caramelo e frutas secas, e a carbonização da bebida auxiliam a limpar o paladar e harmonizam com os sabores mais fortes e condimentados da carne”, disse.

Harmonia

O bacalhau é um prato ao mesmo tempo leve e salgado, por isso o recomendado é uma cerveja de trigo. “Muitos peixes harmonizam muito bem com cerveja de trigo, mas, nesse caso peculiar, recomendo uma Witbier, uma cerveja de trigo de estilo belga que traz em seus ingredientes casca de laranja ou limão e sementes de coentro. A combinação cítrica e refrescante ajuda a cortar a gordura e os sabores condimentados complementam o tempero do prato”.


Publicidade
Publicidade