Publicidade
Entretenimento
Vida

Saiba qual o melhor e como consumir chocolate sem sair da dieta na Páscoa

Nutricionista Rita Machado diz que é preciso ficar atento ao tipo de produto e a quantidade consumida. Calorias dos chocolates são expostas na balança 01/04/2015 às 15:38
Show 1
De acordo com a nutricionista, o melhor tipo de chocolate é o amargo, que tem maior quantidade de cacau e menor índice de açúcar
acritica.com ---

Faltando poucos dias para a Páscoa, já começou a corrida pela compra dos tradicionais ovos de chocolate. Com tanta variedade disponível no mercado é difícil controlar o consumo e não sair da dieta. São ovos recheados, trufados, ao leite, branco, entre outras tantas opções. Apesar de deliciosos e de pesquisas comprovarem os benefícios do chocolate, a professora de Nutrição da Faculdade Estácio Amazonas, Rita Machado, diz que é preciso ficar atento ao tipo de produto e a quantidade consumida.

De acordo com a nutricionista, o melhor tipo de chocolate é o amargo, que tem maior quantidade de cacau e menor índice de açúcar. Rita explica que a principal substância contida nos chocolates é o flavonoide, que promove o bom funcionamento dos vasos sanguíneos e é encontrada em quantidade maior naqueles com índice de cacau acima de 60%.

Outro benefício do chocolate, diz ela, é fornecer a sensação de bem estar, pois ajuda na liberação do hormônio serotonina. “Quanto mais cacau o chocolate tiver, mais benefícios há para a saúde. Por isso, os chocolates meio amargos e negros são melhores, porque ajudam a diminuir as doenças cardiovasculares”, explicou.

Mesmo sabendo que a melhor opção é evitar os chocolates brancos e ao leite, por quem tem maior quantidade de gordura coporal, muita gente deverá cair na tentação e sair da dieta. Para quem não quer perder a forma, a nutricionista destaca que o ideal é ingerir o chocolate depois das refeições que incluam salada, porque a fibra dos legumes diminui a absorção do açúcar e da gordura. Outra dica é fracionar o ovo de Páscoa e consumir ao longo dos dias. Sobre a quantidade, a nutricionista recomenda que o consumo diário não ultrapasse 25 gramas, o que equivale a uma barra pequena ou dois bombons.

Para quem ignorou as orientações e se excedeu no consumo de chocolate, a dica da nutricionista é compensar após o feriado, bebendo muita água, ingerindo frutas e legumes e evitando doces e frituras. Os sucos detox e a intensificação dos exercícios físicos também devem fazer parte da rotina de quem quer perder o peso adquirido durante a Páscoa. “O ideal é sempre manter o equilíbrio e não exagerar, mas, caso isso aconteça, é preciso correr atrás do prejuízo”, frisou.

As diferenças entre os tipos de chocolate:

Chocolate branco - não tem cacau e tem mais açúcar e gordura.

Chocolate ao leite - é o mais comum e tem alguma quantidade de cacau, leite e açúcar.

Chocolate meio amargo - é o que tem 40 a 55% de cacau, pouca quantidade de manteiga de cacau e açúcar.

Chocolate negro ou amargo - é o que tem mais cacau, entre 60 a 85%, e menos açúcar e gordura.

Publicidade
Publicidade