Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Vida

Sambista Leci Brandão regrava toada em DVD

Após gravar segundo DVD da carreira, cantora Leci Brandão faz show em Manaus, no dia 24 



1.jpg Leci Brandão está na estrada há 37 anos e gravou 23 álbuns
22/08/2012 às 07:52

A sambista Leci Brandão se apresenta em Manaus na próxima sexta-feira, dia 24, ao lado do grupo Fundo de Quintal, dentro da segunda edição do projeto Samba & Raiz, no Tropical Hotel. A festa dedicada ao samba começa às 21h30 e também vai contar com a participação especial da banda Cuka Fresca. Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 40 (pista), R$ 80 (pista premium) e R$ 100 (lugar na mesa) nas Óticas Veja e lojas Shop do Pé do Manauara e Amazonas Shopping. No repertório do show vão constar os grandes sucessos que Leci cultivou ao longo dos seus 37 anos de carreira, como “Isso é Fundo de Quintal”, “Papai vadiou”, “Olodum Força Divina” e “Deixa pra lá”. A cantora, que esteve pela última vez em Manaus durante a Virada Cultural, em maio deste ano, promete uma apresentação na mesma linha daquela: “Vou cantar as coisas que as pessoas gostam de ouvir e pedem sempre”.

GRAVAÇÃO
Leci Brandão vai chegar a Manaus a todo vapor: ela se apresentará na capital amazonense logo após a gravação do seu segundo DVD, que acontece hoje, em São Paulo. O novo trabalho recebeu o nome de “Cidadã da diversidade” e vem depois de um hiato de cinco anos desde o lançamento do DVD “Canções afirmativas”, em 2007. A cantora carioca disse estar muito feliz com esse novo projeto, pois ele partiu da cobrança dos fãs. Serão 23 músicas, sendo nove inéditas. Além de samba, estarão no repertório o afoxé “Que legal eu e você”, a toada “Pátria Mata”, dos amazonenses Tony Medeiros e Inaldo Medeiros, e o samba-enredo “Festa do Círio de Nazaré”. Participações especiais também não vão faltar: o rapper Rappin Hood vai dividir o palco com Leci na música “Sou negrão” e a paulista Thulla Mello participa na música “Madrugada”.




 REPERTÓRIO
Ao contrário do show que fará em Manaus, Leci disse que não se preocupou em levar os grandes sucessos para o segundo DVD, até porque coletâneas não faltam no mercado. “Cidadã da diversidade” tampouco será um show baseado no último CD da cantora, “Eu e o samba”, lançado em 2008. Como o nome supõe, o novo DVD de Leci vai trazer uma mistura de ritmos e temas, como desigualdade social, religião e família. “Esse trabalho também é muito dançante. Será um DVD pra reunir a família pra dançar no domingo”, comentou. A sambista também exerce mandato como deputada estadual por São Paulo desde 2010. A aproximação ainda maior que ela está tendo com o povo fora dos palcos é percebida na crítica que ela faz na letra de músicas como “Ponto de Cultura”, composição de sua autoria, em parceria com Marquinhos Boldrini: “Tem hip-hop na comunidade/ Tem grafiteiro com dignidade/Nosso teatro é a realidade”, canta a letra.

Ligação com o Norte
Leci Brandão conhece Manaus há mais de 20 anos. Na década de 1980, a sambista foi convidada para ser madrinha da ala de compositores da Escola de Samba Vitória Régia. O batismo aconteceu na quadra da Escola, na Praça 14, por intermédio do amazonense Paulo Onça, de quem ela gravou “Tributo a Parintins”, em 1996. Em 1989, ela também visitou a Escola de Samba Aparecida durante um ensaio que contou com a presença da bateria da agremiação e do Boi Garantido. Foi aí que Leci conheceu a toada “Pátria Mata”, gravada por ela no LP “Comprometida”, de 1992. “É uma canção atemporal, com uma letra fantástica. Ela fala da luta dos povos indígenas, e na época que gravei ninguém deu muita bola, mas hoje a questão ambiental está no centro das atenções”, disse a artista. Além de regravar “Pátria Mata” no DVD “Cidadã da Diversidade”, Leci vai dar voz pela primeira vez ao samba-enredo “Festa do Círio de Nazaré”. “Visitei a Basílica de Nazaré, em Belém, no dia 31 de dezembro do ano passado, e fiz uma promessa: se eu gravasse meu segundo DVD em 2012, essa canção entraria no repertório”, contou.

Perfil
Leci Brandão Nascida no bairro de Madureira e criada em Vila Isabel, no Rio de Janeiro, Leci foi a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da Mangueira. Como parlamentar, a deputada milita em favor da igualdade racial, religiões de matrizes africanas, populações negras e indígenas, juventude e mulheres.

Serviço
O que é: Samba & Raiz, com Leci Brandão e Fundo de Quintal
Onde: Tropical Hotel, Ponta Negra
Quando: Sexta-feira, dia 24, às 21h30
Quanto: R$ 40 (pista), R$ 80 (pista premium) e R$ 100 (lugar na mesa)



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.