Publicidade
Entretenimento
Segurança no sambódromo

Sambódromo de Manaus mais seguro, afirma comandante do Corpo de Bombeiros

 Bombeiros garante  que várias recomendações do MPE foram atendidas 09/02/2013 às 10:18
Show 1
Operário trabalha na reconstrução de telas que dividem passarela da pista
jornal a critica Manaus

O comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Antônio dias, garantiu que o Centro de Convenções de Manaus, o ‘Sambódromo’, está seguro para receber o público de 200 mil pessoas esperadas para assistir o desfile de Carnaval. Ele afirmou que por determinação do governador Omar Aziz (PSD), todo o esquema de segurança contra risco de incêndio foi revisto para evitar qualquer emergência.

A intensificação da segurança foi motivada pelas recomendações do Ministério Público Estadual (MPE) que constatou falhas na manutenção do local e de documentos, além do alerta dado pela tragédia da boate Kiss, em Santa Maria (RS).

Para evitar pânico em incêndios, toda a sinalização das rotas de fuga foi refeita e foram instaladas 1,5 mil placas de orientação. Segundo Dias, rotas de evacuação do público estão de acordo com a legislação, além dos equipamentos de combate contra incêndios. Mais de 130 bombeiros darão apoio durante os desfiles no centro de convenções. Alguns ficarão em caminhões auto bomba tanque da corporação e outros ficarão em pontos estratégicos no Sambódromo.

Telões espalhados entre as ferraduras do Sambódromo exibirão um vídeo com orientações para o caso de emergência, além da localização dos postos médicos e policiais.

Segurança policial

Mais de mil policiais farão a segurança no Sambódromo durante os desfiles do Carnaval 2013, onde são aguardadas 200 mil pessoas. Muitos policiais estarão à paisana nas arquibancadas, entradas e saídas do Sambódromo para observar possíveis delitos e deter os infratores. O público que for ao evento, hoje, passará por uma revista minuciosa, inclusive, com detectores de metais.

Ninguém entrará no Sambódromo com objetos perfuro-cortantes. Eles serão apreendidos pela polícia nas baias de acesso. Depois da revista, o público passará a ser observado por 16 câmeras instaladas em vários pontos do centro de convenções.

Ao todo, dez órgãos estaduais e municipais estão envolvidos no desfile deste ano. Eles integram o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Segurança Pública (SSP).   

Em caso de emergência médica, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estarão localizadas na entra saída e no meio do Sambódromo para prestar assistência.

Publicidade
Publicidade