Publicidade
Entretenimento
CULTURA

SEC lança edital da segunda etapa do programa ‘Espaço Aberto’ para consulta

Entre as propostas do novo chamamento, está a possibilidade de cobrar ingressos de no máximo R$ 20 e a inclusão de mais de 20 espaços 13/12/2017 às 16:29 - Atualizado em 13/12/2017 às 16:30
Show festival de performance mostra de artes da uea  usina chamin
acritica.com Manaus

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) tornou público, nesta quarta-feira (13), para consulta, o edital da segunda etapa do programa “Espaço Aberto”, que vai ocupar os espaços culturais com atividades artísticas em 2018. Entre as propostas do novo chamamento está a possibilidade do artista ou grupo cobrar ingressos até R$ 20 e a inclusão de mais espaços como o Teatro Amazonas, parques e praças da capital administradas pela secretaria. O documento já está no Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br), na aba “Editais”.

O edital ficará disponível para consulta da classe artística, grupos e produtores culturais a partir desta quarta-feira até a próxima terça-feira (19). Haverá, ainda, um prazo de mais três dias para alterações. As sugestões com novas propostas poderão ser enviadas para o e-mail espacoaberto@cultura.am.gov.br. Após o término da consulta pública, o edital será lançado com 30 dias para o prazo das inscrições. Em 2018, a programação da segunda etapa do Espaço Aberto vai acontecer de fevereiro a dezembro de 2018.

De acordo com o diretor de Centros Culturais da SEC, Taciano Soares, a chamada para a consulta pública é essencial para que se atendam as demandas dos interessados em participar da ocupação.

“Estamos lançando para que os interessados possam analisar, sugerir, propor alterações e, então, publicarmos”, explica. “Neste fim de ano, recebemos mais de 100 propostas para 45 dias de ocupação, mais de 5 mil pessoas foram atendidas e beneficiadas com mais de 1 mil artistas envolvidos e ano que vem temos mais de 20 espaços previstos para a ocupação. A questão do ingresso também foi um ganho porque é uma forma da secretaria investir no mercado cultural”, complementa.

Os espaços previstos para a segunda etapa do programa são: Teatro Amazonas, Teatro Américo Alvarez, Teatro Jorge Bonates, Teatro Gebes Medeiros, Teatro da Instalação, Cine Teatro Aldemar Bonates, Cine Teatro Guarany, Cine Teatro Padre Pedro Vignola, Cine Teatro Comandante Ventura, Centro Cultural Casa das Artes, Centro Cultural Povos da Amazônia, Centro Cultural Palácio da Justiça, Centro Cultural Palácio Rio Negro, Centro Cultural Largo São Sebastião, Centro de Artes Visuais (Galeria do Largo), Centro Cultural Usina Chaminé; os parques Senador Jefferson Péres e Rio Negro; e as praças Antônio Bittencourt, Heliodoro Balbi, Roosevelt e Gonçalves Dias.

Assim como na primeira etapa, atividades artísticas de todas as linguagens serão aceitas e poderão participar pessoas físicas, maiores de 18 anos, e pessoas jurídicas com ou sem fins lucrativos. O edital propõe, ainda, que não haverá limitação para a quantidade de projetos inscritos por proponente. Os candidatos também estarão sujeitos à aprovação de uma Comissão de Seleção da SEC, conforme os critérios de avaliação.

Para a realização de projetos artísticos que tenham como previsão a cobrança de bilheteria, a proposta do edital é que o valor dos ingressos não poderá ultrapassar R$ 20, submetendo-se à legislação vigente quanto à cobrança da meia-entrada. Quando houver cobrança, a SEC irá recolher porcentagem destinada à manutenção dos espaços.

“É um esforço coletivo da Secretaria de Estado de Cultura, da Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), junto a todas as diretorias que estão envolvidas, para que possamos inaugurar um momento novo na política cultural que é a possibilidade de todos os espaços habilitados a cobrarem ingresso com a maior parte da renda revertida para o artista. É um passo importante para entendermos que as portas estão abertas para toda e qualquer ocupação artística”, afirma Taciano Soares.

Inscrições e Comissões - Quando iniciadas, as inscrições dos projetos, que terão fluxo contínuo, poderão ser entregues pelo correio e pessoalmente, no horário de 8h às 17h (exceto aos sábados, domingos e feriados), em envelope lacrado, na sede da Secretaria de Estado de Cultura, localizada na Avenida Sete de Setembro, 1546, Centro – anexo ao Centro Cultural Palácio Rio Negro.

Os projetos também poderão ser enviados em formato digital, por meio do endereço espacoaberto@cultura.am.gov.br. O envelope deve estar adereçado ao “Setor de Protocolo” da Secretaria, contendo o nome do proponente e título da proposta. 

Os documentos necessários para a inscrição são o formulário de inscrição (em anexo no edital), apresentação detalhada da atividade artística, ficha técnica completa, currículo ou portfólio com documentos que comprovem a atividade do artista, grupo ou empresa, e documentação complementar (a lista difere de pessoa física para jurídica, checar o edital).

As comissões de Habilitação e de Seleção previstas no edital que irão realizar a avaliação dos proponentes serão compostas por três membros da SEC, designados pelo secretário de Cultura, por meio de portaria publicada no Diário Oficial do Estado. O processo de seleção terá duas etapas: análise documental e técnica.

Os critérios avaliados serão excelência artística do projeto, qualificação dos profissionais envolvidos, planejamento e adequação das ações e da programação ao espaço; e conformidade com os objetivos do edital.

Ainda segundo o edital, a Secretaria de Estado de Cultura quer estimular projetos que tenham programação e ações que valorizem a diversidade cultural, étnica, religiosa, de gênero e outras. Este tópico também terá peso nos critérios de avaliação. 

Os prazos para as inscrições, resultados e divulgação dos selecionados serão estabelecidos após o término da consulta pública do edital.

Programa Espaço Aberto - O Programa Espaço Aberto é uma iniciativa da SEC para ocupar os espaços culturais da capital com linguagens e expressões artísticas diversas. Entre 26 de outubro e 10 de novembro, foram recebidas 118 propostas entre exposições, mostras, peças de teatro, ensaios, recitais, exibições de anime e cinema, oficinas, e outros. A programação iniciou em novembro e segue até o fim do mês de dezembro.

Publicidade
Publicidade