Publicidade
Entretenimento
FOLCLORE

Secretaria de Cultura celebra cultura popular brasileira na Semana do Folclore em Manaus

Programação, que inclui espetáculos e oficinas, acontece até sexta-feira (25) no Teatro Amazonas e no Teatro Gebes Medeiros 22/08/2017 às 11:37 - Atualizado em 22/08/2017 às 11:39
Show 65
Foto: Divulgação
acritica.com

Hoje, 22 de agosto, é comemorado o Dia do Folclore Nacional. E para celebrar esta importante data para a história, danças, lendas e costumes do Brasil, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), realiza a Semana do Folclore, sob a coordenação do Balé Folclórico do Amazonas, com espetáculos e oficinas no período que começaram ontem (21) e vão até sexta (25), no Teatro Amazonas e no Teatro Gebes Medeiros.

O projeto tem como o objetivo diversificar e exaltar as artes culturais e abrange uma programação especial, com convivências, dança e outras atividades que terão participação de professores de dança e outros profissionais, compartilhando um pouco de suas experiências no campo cultural e exaltando o folclore regional.

Para dar início à semana cultural, nos dias 21, 23, 24 e 25, as atividades serão todas realizadas no Teatro Gebes Medeiros, no horário das 9h ao meio-dia. No dia 22, a partir das 20h, o Balé Folclórico do Amazonas irá apresentar no Teatro Amazonas o espetáculo “Causos de Cunhã”, no qual 13 bailarinas irão retratar a vida da mulher ribeirinha e sua transformação até os dias atuais.

Na quarta-feira (23), acontece uma oficina de Dança do Ventre com a bailarina professora Aisha Lua e participação especial do Grupo Internacional da Dança Indiana. Na sequência, na quinta (24), os alunos da Escola de Tempo Integral Lecita Fonseca Ramos apresentarão as danças Carimbó e Quadrilha. E por fim, na sexta (25), o Grupo Folclórico Figurino e Lampião irá dançar Cangaço, fechando a programação cultural da semana folclórica.

“A Semana do Folclore é uma mistura de ritmos populares que abraça diferentes tipos de personalidades. Pretendemos, em futuras edições, expandir mais a programação da semana e fazer uma mostra de danças folclóricas regionais nas escolas, mostrando o talento de pessoas que não tem a oportunidade de divulgar sua arte”, destaca Conceição Souza, diretora do Balé Folclórico do Amazonas.

Dança no palco

Como parte das comemorações da Semana do Folclore, o Teatro Amazonas recebe, para mais uma brilhante apresentação, o Balé Folclórico do Amazonas com o espetáculo “Causos de Cunhã”, na terça-feira (22), a partir das 20h. O espetáculo, realizado pelo Governo do Amazonas é estrelado somente pelas mulheres do Balé, que abordarão lendas e coreografias do folclore tradicional, como o Maçariquinho e Olodum.

Levando arte folclórica para o principal cartão-postal da capital amazonense, a companhia abordará na apresentação, de aproximadamente 50 minutos, lendas do folclore popular, com direito a um cenário totalmente voltado para a vida ribeirinha, recheado de paneiros, flores, cuias e pinturas, que também abrangem a parte indígena da história.

De acordo com Conceição Souza, “Causos de Cunhã” faz uma releitura da vivência das mulheres ribeirinhas. “Durante a apresentação, queremos falar da mulher amazônica, inclusive as grávidas, por exemplo. Elas tinham o costume de sempre tomar banho na beira dos rios utilizando cuias. Não deixando também, de retratar a transformação da mulher até os dias de hoje”, completa.

Ao todo, 13 bailarinas participam do espetáculo, que aborda todas a vertentes da mulher, da ribeirinha à moderna. Na maior parte da apresentação, as bailarinas vestirão apenas tops e sunquínis coloridos, e logo depois, usarão saias e vestidos para melhor retratar a mulher ribeirinha. Ao final do espetáculo, farão uma representação da mulher do século XXI.

A concepção e pesquisa originais de “Causos de Cunhã” são de Muriel Gonçalves, ex-integrante do Balé Folclórico do Amazonas. Coube a Magda Carvalho e Eduardo Amaral a readaptação coreográfica, com o auxílio de Conceição Souza, além da definição do repertório da apresentação.

De acordo com a assistente de direção do Balé, Magda Carvalho, a versão atual do espetáculo é bastante diferente da original, pensada por Muriel. “Essa apresentação, apesar de ter a essência do primeiro espetáculo, é completamente diferente. Utilizamos algumas cenas do espetáculo original, como as lendas, e adicionamos coreografias do nosso folclore que não existiam na versão original”, explica.

Balé Folclórico

Criado em 2001 pelo Governo do Amazonas, o Balé Folclórico do Amazonas caracteriza-se pela execução de danças tipicamente amazonenses e tem como objetivo incentivar práticas destinadas à valorização e dinamização de danças folclóricas regionais.

Sob a direção de Conceição Souza, a companhia integra os Corpos Artísticos do Amazonas e retrata, por meio dos movimentos do corpo de bailarinos, as danças tradicionais da região, além de resgatar a história de toda base folclórica do Amazonas.

As coreografias são de responsabilidade do então ensaísta da companhia, Eduardo Amaral e da assistente de direção do Balé, Magda Carvalho. O Balé já exibiu diversos espetáculos que marcaram sua trajetória, como “Mana D’Água”, “Missa Cabocla”, “Bem do Interior”, “Folguedos”, dentre outros.

Para mais informações sobre o espetáculo acesse facebook.com/culturadoamazonas e o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br).

Serviço

O quê: Semana do Folclore, com o Balé Folclórico do Amazonas

Período: De 21 a 25 de agosto de 2017

Locais, dias e horários: Dia 21, 23, 24 e 25, sempre das 9h ao meio-dia, no Teatro Gebes Medeiros (avenida Eduardo Ribeiro, 833, Centro) / Dia 22, às 20h, no Teatro Amazonas (avenida Eduardo Ribeiro, 659, Centro)

Entrada: gratuita

*Com informações da assessoria

Publicidade
Publicidade