Publicidade
Entretenimento
Buzz

Segundo escritora, Jay-Z pagou fiança de detidos em manifestações raciais nos EUA

Dream Hampton, escritora e ativista que trabalhou nas memórias de Jay-Z, “Decoded”, publicadas em 2010, revelou as confidências em uma série de tuítes que foram rapidamente apagados 18/05/2015 às 18:07
Show 1
Os tuítes da escritora pareciam ter o objetivo de defender Jay-Z e Beyoncé, que foram acusados por alguns ativistas de não se comprometerem com a causa
Acritica.com Manaus (AM)

Segundo uma escritora próxima ao rapper Jay-Z, o artista utilizou discretamente a sua fortuna para pagar a fiança de várias pessoas detidas nos Estados Unidos em diversas manifestações contra a violência policial contra a população negra.

Dream Hampton, escritora e ativista que trabalhou nas memórias de Jay-Z, “Decoded”, publicadas em 2010, revelou as confidências em uma série de tuítes que foram rapidamente apagados. No entanto, a revista especializada em hip-hop “Complex” conseguiu reproduzi-los.

“Quando precisamos de dinheiro para as fianças dos manifestantes de Baltimore, pedi a jay, como fiz no caso de Ferguson, e ele me transferiudezenas de milhares de dólares em poucos minutos”, escreveu Hampton, em um de seus tuites.

Ela também escreveu que Jay-Z e sua esposa Beyoncé assinaram um “grande cheque” para apoiar o movimento “Black Lives Matter” (A vida dos negros importa, na tradução para o português), um dos slogans entoados durante as manifestações.

As manifestações tiveram início após o assassinato de um adolescente negro, que estava desarmado, por um policial branco, na cidade de Ferguson, um subúrbio de St. Louis (Missouri, centro).

Os tuítes da escritora pareciam ter o objetivo de defender Jay-Z e Beyoncé, que foram acusados por alguns ativistas de não se comprometerem com a causa.


Publicidade
Publicidade