Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Literatura

Criança é a dona da história em projeto que permite montar livro infantil personalizado

‘Eu na História’ deixa usuário escolher cor, comida e brinquedo favoritos da criança e até recriar família verdadeira



PORTAL_LIVRO_01.jpg
Lucca foi o primeiro a ganhar um versão do primeiro livro produzido pelo projeto (Fotos: Divulgação)
24/12/2016 às 10:32

“Era uma vez...” Muitas lembranças veem à mente de quem cresceu com em meio à hora da leitura em família. E se a criança pudesse fazer efetivamente parte da história? Essa é a proposta do site “Eu no Livro”, no qual pais, mães, tios e avós podem criar livros infantis personalizados para surpreender os pequenos. Lançado em novembro, o primeiro título é “Eu e o Dragão” e oferece 32 versões de personagens para escolher.

“Uma vez, comprei um livro para o meu filho do site inglês lostmy.name (eles fazem em português também). Achei a ideia ótima, mas quando o livro chegou, foi frustrante. O Luca não entendeu bem a história, porque o nome era dele, mas a história não. Aí, pensei: ‘tem que personalizar mais, ter coisas com que a criança se identifique’”, diz o idealizador, Roberto Keller Naddeo.

Segundo o engenheiro, que também desenvolveu a página, escreveu a história e diagramou o livro, a própria criança é protagonista. Como príncipe ou princesa, é a única esperança do reino quando um dragão é visto nas redondezas. O foco é na tolerância e amizade como formas de solucionar problemas, ensinando às crianças de 4 a 8 anos a lidar com medos e inseguranças comuns nesta faixa etária.

“Ler é flertar com o imaginário. A leitura ajuda a criança a formar a personalidade, se desenvolver. Tudo o que pudermos fazer para incentivar a leitura é benéfico. A minha tese é que, se a criança se identifica com o personagem da história, absorve mais fácil o conteúdo. Então, aproveitei para incluir valores bacanas: coragem, amizade e tolerância. Para mim, que me inspirei em meu filho para criar esse projeto, é emocionante”, afirma o criador.

Ficção e realidade

O diferencial é não apenas colocar o nome e um desenho semelhante fisicamente à criança. Textos e imagens do livro são personalizados conforme a vida real. Desde a capa – “Maria e o Dragão”, “João e o Dragão”, etc. —, passando pela ilustração do protagonista, com cor e comida favoritas, brinquedo preferido, nomes de amigos, familiares e animais de estimação que realmente existem.

“Ao identificar os personagens e fatos de sua vida, a criança se surpreende, ri e se envolve com a história de forma totalmente diferente do que acontece ao ler um livro comum. O site está preparado para gerar uma história para uma criança que possua duas mães, dois pais ou que seja órfã de um dos pais. Caso tenha um animal de estimação, pode-se escolher entre cachorro, gato, peixe, ave...”, revela Naddeo.

Manaus na lista de encomendas

Desde que começou a receber pedidos, o “Eu No Livro” já entregou duas edições para famílias de Manaus. Uma delas foi encomendada por Ana Cristina Marhias para dar de presente à Nina, 4.Diante da alegria da caçula, e da curiosidade da outra filha, Hannah, 10, a amazonense solicitou uma versão para a mais velha, que chegou há menos de uma semana e já virou xodó. 

“Nina ainda não saber ler, mas já identifica o próprio nome, então, ficou muito surpresa. ‘Mãe tem o meu nome: Nina’. Conforme foi folheando o livro, fez algumas observações como: a cor azul do dragão (sua preferida), a imagem da princesa de olhos graúdos, cabelo lisos e escuros (‘parece comigo’) e o fato de ter um cachorro. O melhor de tudo foi quando li a história e os personagens tinham os nomes dos familiares e do melhor amigo. O encantamento foi completo. Um presente ímpar”, afirma.

Ilana Santana, mãe da Beatriz, 9

“Coloquei o nome dela no endereço. Quando viu chegar uma encomenda no nome dela, já ficou entusiasmada. Quando abriu… ‘Mãe, é um livro!’... ‘Mãe, com meu nome!’... ‘Mãe, o dragão é azul, da minha cor favorita!’... Surpresa atrás de surpresa. Caiu de cabeça no conto dela e se maravilhou com cada detalhe. ‘Mãe, como ele sabe sobre mim?’. ‘Segredos de mãe, filha!’, respondi. Agradeço ao ‘Eu no Livro’ por proporcionar esse momento único para minha filha! Ela correu e mostrou ao avô que ele está na história dela.”


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.