Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
GELADA

Sem adição de outros cereais, cerveja puro malte prejudica menos a dieta

Pela legislação, a cerveja puro malte tem em sua composição 100% de malte proveniente da cevada



CERVEJA.jpg Foto: Divulgação
30/04/2017 às 16:37

Dieta combina com cerveja? De acordo com a nutricionista Ana Margarida Sales, nem sempre é necessário abolir o consumo da bebida. “Se a pessoa estiver numa dieta restritiva para emagrecer rápido, é interessante evitar sim, mas se o objetivo é apenas uma reeducação alimentar e mudança de hábitos, é possível beber aos fins de semana ou uma vez por mês”, esclarece. Nesses casos, a quantidade ingerida conta bastante, devendo-se fugir aos excessos. 

Ainda assim, segundo a nutricionista, as cervejas puro malte são as mais indicadas, pois têm impacto menor na dieta, diferente das cervejas de trigo, por exemplo. “A de trigo, além de ter mais calorias por ser à base de um carboidrato, ela contém glúten, uma proteína que aumenta a gordura visceral e a extensão abdominal”.



O mestre cervejeiro Rodrigo Araújo explica que essa categoria da bebida conta com 100% de malte da cevada na receita, ao contrário de outras que incluem cereais não maltados, como o arroz e o milho. “A puro malte é mais cara, mas em compensação a cerveja é melhor”, diz ele.

Rodrigo acredita que a popularização das cervejas artesanais tornou o consumidor mais qualificado e exigente com relação à qualidade da bebida. Isso tem se refletido no catálogo das grandes marcas, que passaram a investir na ampliação de suas linhas premium, a exemplo da Brahma Extra. “Quem também está brincando com isso é a Bohemia, que tem uma linha de cervejas especiais de tirar o chapéu”.

Benefícios

Ana Margarida afirma que o malte é rico em vitaminas, além de minerais como o potássio, e por isso ajuda a regular a pressão arterial com o relaxamento dos vasos sanguíneos. “Auxilia também os músculos, previne diabetes e anemia, por possuir ácido fólico. Mas, para obter esse benefício, é preciso consumir por dia 250ml de cerveja”.

A nutricionista acrescenta que a presença de flavonóides no malte também ajuda na redução de peso. “Existe uma pesquisa sobre uma dieta mediterrânea que inclui 330ml de cerveja por dia. Nesse estudo, verificaram que a dieta ajudou a reduzir o colesterol e triglicerídeos, agora resta saber qual a contribuição da cerveja para isso”, completa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.