Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
RECORD TV

Série ‘Terrores Urbanos’ traz histórias de famosas lendas de cidades brasileiras

A Record TV estreou a produção nessa quarta-feira (2). Os episódios serão exibidos até 8 de janeiro



bv0330-023F_2379A1F4-CEF9-4F23-8E9F-39F760F69026.jpg Ao todo, cinco lendas urbanas são contadas com detalhes assustadores. Fotos: Divulgação
03/01/2019 às 19:13

A produção apresenta cinco histórias de famosas lendas urbanas: Loira do Banheiro, A Gangue dos Palhaços, Quadro do Menino que Chora, Boneco Amigão e Homem do Saco. A produção chega à televisão após ser incluída, em outubro, na programação do PlayPlus e é uma co-produção da Record TV com a Sentimental Filmes.

"Terrores Urbanos" tem direção geral de Fernando Coimbra, que também está à frente de dois episódios, Loira do Banheiro e O Homem do Saco. Coimbra foi o primeiro diretor brasileiro a dirigir um filme original para a Netflix, “Sand Castle”, e tem em seu currículo episódios da primeira e da terceira temporadas do sucesso “Narcos”.

Juliana Rojas, conhecida por obras como o premiado “As Boas Maneiras”, assina o Quadro do Menino que Chora e Boneco Amigão. Felipe Adami, que já dirigiu curtas, séries e filmes publicitários, comanda A Gangue dos Palhaços. O elenco traz atores como Ana Kutner, André Bankoff, Fernando Eiras, Natália Lage e Rafaela Mandelli.

Loira do Banheiro

Comum nos corredores das escolas, a lenda urbana se resume na existência de uma menina loira muito bonita que vivia matando aula dentro do banheiro da escola. Certo dia, ela sofre um acidente e morre no banheiro, que, desde então, torna-se um ambiente assombrado. A lenda diz que, caso uma pessoa dê a descarga três vezes, a Loira do Banheiro aparece.

A Gangue dos Palhaços

A história teria surgido ainda na década de 1960, quando um palhaço teria assassinado crianças nos Estados Unidos. Nos anos 1990, o jornal “Notícias Populares” publicou uma série de reportagens sobre Os Crimes que Abalaram o Mundo, e dentre as histórias estava a do palhaço americano. Em pouco tempo, nascia mais uma lenda urbana brasileira: uma gangue de palhaços que atacava crianças, em uma Kombi, para vender seus órgãos.

Menino que Chora

A história é sobre o quadro, pintado por Giovanni Bragoin, que seria amaldiçoado e estaria ligado a diversos acontecimentos macabros. Para conseguir fama e vender suas pinturas, o artista teria feito um pacto com o diabo. Segundo o acordo, quem comprasse o quadro sofreria destruição física e emocional. Diz a lenda que o quadro foi responsável por milhares de incêndios residenciais que ocorreram por todo o mundo.

Boneco Amigão

De acordo com a lenda assustadora, um pacto com o diabo teria levado um personagem de TV famoso nos anos 80 a produzir um brinquedo misterioso. Dizia-se que, dentro dos bonecos do personagem, havia uma faca negra, que seria usada para matar as crianças durante a noite. Muitas pessoas confirmaram a presença da faca no corpo do brinquedo, mas o objeto, na verdade, não passava de uma estrutura para prender a cabeça do boneco.

O Homem do Saco

Usado pelos adultos como uma artimanha para amedrontar crianças indisciplinadas, o homem do saco tornou-se um sucesso entre as famílias. A ideia é que o estranho sujeito levaria embora com ele as crianças que não se comportassem e andassem sozinhas, sem seus responsáveis. Ainda segundo a história, as crianças capturadas virariam sabão.

Serviço:

O quê: Série "Terrores Urbanos"
Quando: dias 2, 3, 4, 7 e 8 de janeiro de 2019 às 21h45
Onde: Record TV - TV A Crítica

Destaque

A produção apresenta cinco histórias de famosas lendas urbanas. O elenco traz atores como Ana Kutner, André Bankoff, Fernando Eiras, Natália Lage e Rafaela Mandelli.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.