Publicidade
Entretenimento
csu do pq.10

Festival Folclórico do AM será realizado sem a presença dos grupos 'categoria ouro'

Evento contará apenas com os grupos folclóricos da categoria ‘Prata’. A Ouro, que era patrocinada pelo Governo do Estado, não participará do festival 28/07/2016 às 23:35 - Atualizado em 29/07/2016 às 11:31
Show f
A disputa ficará entre os grupos folclóricos pertencentes à categoria Prata do Festival Folclórico do Amazonas (Evandro Seixas/ Arquivo AC)
Silane Souza Manaus (AM)

O 60º Festival Folclórico do Amazonas será realizado a partir do próximo dia 7 de agosto, no Centro Social Urbano (CSU) do bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul. Mas, o evento, que seguirá até o dia 14 do mesmo mês, contará apenas com apresentações de grupos folclóricos pertencentes às categorias Prata. A disputa da Ouro, que era patrocinada pelo Governo do Estado, não deve acontecer este ano em virtude da suspensão do patrocínio pelo governador José Melo. 

Os 63 grupos folclóricos pertencentes à categoria Prata tinham até esta quinta-feira (28) para apresentarem documentação junto à Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e garantirem o apoio financeiro de R$ 9 mil para cada agremiação. O convênio atende os requisitos previstos no Edital de Chamada Pública nº 003/2016, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), no último dia 25, e visa à apresentação dos grupos de acordo com o resultado do 59º Festival Folclórico do Amazonas em 2015.

De acordo com o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula, do total repassado a cada agremiação, 10% será destinado à premiação dos grupos. “Os editais da Manauscult buscam a transparência do processo de convênio e garantem uma participação democrática e a profissionalização dos grupos. Teremos uma bela disputa este ano, mantendo a tradição do folclore popular em Manaus”, afirmou, destacando que todos os itens do edital foram debatidos previamente com representantes das agremiações.

Este ano, as apresentações do Festival Folclórico do Amazonas ocorrerão no CSU do Parque Dez para aproveitar a estrutura do 36º Festival Folclórico do bairro, que se encerrará no próximo dia 2 de agosto. Até o ano passado, o evento era realizado tradicionalmente no Centro Cultural Povos da Amazônia, na Zona Sul. Apenas a prefeitura está apoiando o festival que tinha gestão compartilhada com o Governo do Estado.

A programação do 60º Festival Folclórico do Amazonas conta com apresentações de boi bumbá regional e tradicional, além de danças cacetinho, alternativa, internacional, nacional, nordestina, regional, ciranda, quadrilhas, entre outras. Os grupos que não estiverem com documentação em dia para receber o apoio da Manauscult ainda poderão se apresentar durante o evento, porém, não disputarão premiação. As danças integrantes da categoria Prata se apresentam a partir do próximo dia 7 de agosto. Caso não se apresente, o grupo deixará de integrar a disputa.

'Ouro’ não terá apoio

Sobre a disputa da categoria Ouro, a Manauscult informou que não vai apoiar porque esta é a única categoria cujo projeto que inclui estrutura do evento, operacional, iluminação, sonorização, é de responsabilidade do Governo do Estado. A responsabilidade foi repassada diretamente aos bumbás.

Esperança

Os grupos pertencentes à categoria Ouro ainda tem esperanças de conseguirem realizar a tradicional disputa entre os bois bumbás de Manaus. Para isso, eles estão tentando junto a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) apoio para a realização do evento. Mas não está fácil. “A prefeitura está se eximindo e não quer nos apoiar”, disse o presidente do boi bumbá Corre Campo, Alvacir Siqueira.

Conforme ele, o sentimento dos grupos folclóricos é de frustração pela impossibilidade de validar o Festival Folclórico do Amazonas com a disputa dos bois bumbás de Manaus. “Isso vai contra a comunidade que há 59 anos participar do festival. A falta de apoio está prejudicando diretamente entre três e quatro mil pessoas que dependem do recurso gerado pelo evento”, apontou.

Publicidade
Publicidade