Publicidade
Entretenimento
Vida

Sinfonia apresenta clássico ‘A Divina Comédia’ no Teatro Amazonas

“Sinfonia Dante” é uma das peças de Franz Liszt que a Amazonas Filarmônica executa em concerto neste sábado, no Teatro Amazonas 20/11/2014 às 15:08
Show 1
Concerto dedicado a Franz Liszt (no destaque) terá ainda “Sonho de amor” e “Rapsódia húngara”
Jony Clay Borges Manaus (AM)

Para compor sua “Sinfonia Dante”, o compositor húngaro Franz Liszt se inspirou no clássico “A divina comédia”, que narra a viagem do poeta Dante Alighieri pelo Inferno, Purgatório e Céu. A peça musical será uma das atrações do concerto dedicado a Liszt que a orquestra Amazonas Filarmônica apresenta neste sábado, dia 22, às 20h, no Teatro Amazonas (TA). O espetáculo tem entrada gratuita para frisas e camarotes, e ingresso de R$ 20 (inteira) para a plateia.

A “Sinfonia Dante” é um exemplo da chamada “música programática” de Liszt (1811-1886), por meio da qual o compositor tentava descrever todos os aspectos de um tema por meio da escrita musical. “Ele buscava descrever tudo, fosse um quadro ou o barulho do mar, em forma de música. Era como se estivesse lendo um livro”, explica o maestro Marcelo de Jesus, que irá reger o espetáculo no Teatro.



Esse caráter descritivo faz da sinfonia de Liszt uma viagem do Inferno ao Céu em forma de música, da mesma forma como acontece no clássico de Dante (aprox. 1265–1321). Tal como o livro, a peça é dividida em três partes, correspondentes ao Inferno, ao Purgatório e ao Céu. O primeiro movimento, “Inferno”, traz temas que evocam tanto a lascívia dos pecadores quanto os sofrimentos dos condenados, segundo De Jesus. Logo após, no “Purgatório”, o compositor traz à tona o arrependimento. “Ele começa com um tema que chama de ‘lamentoso’, um lamento que envolve a orquestra inteira”, explica o regente.


O movimento, ele acrescenta, emenda com o “Magnificat”, que corresponde ao Céu, em que vozes femininas do Coral do Amazonas fazem as vezes de um coro de anjos. “E a sinfonia termina com ar de serenidade e de paz, completamente diferente do Inferno do início”.

Trajetória musicical

Antes da “Sinfonia Dante”, a Amazonas Filarmônica irá apresentar outras duas peças célebres de Liszt: “Sonho de amor”, composição para piano extensamente usada no cinema, e que será executada numa versão transcrita para orquestra por Otávio Simões, regente assistente da orquestra; e a “Rapsódia húngara”, peça que se tornou popular na trilha sonora de muitos desenhos animados, de personagens como Pernalonga, Picapau e Tom & Jerry.

“Queremos mostrar no concerto várias fases de Liszt. ‘Sonho de amor’ traz o pianista fã de óperas de Bellini e influenciado pelo Bel Canto, enquanto a  ‘Rapsódia húngara’ mostra sua fase virtuosista. Por fim, a ‘Sinfonia Dante’ retrata a fase de maturidade dele, de contar a história da ‘Divina Comédia’ por meio da música programática”, resume De Jesus.

O maestro destaca que, embora seja mais associado às criações para piano, o compositor romântico tem sua importância no cenário da música erudita. “Liszt tem uma importância grande no cenário sinfônico. Ele influenciou e foi influenciado por (Richard) Wagner, de quem era muito próximo”, recorda De Jesus, lembrando que Cosima Wagner, que veio a ser segunda esposa do compositor germânico, era filha do húngaro.

“A música de Liszt e de Wagner também é bem próxima, pois eles compartilhavam ideais artísticos. Wagner ficou mais conhecido, por conta de suas óperas, mas a qualidade artística dos dois é a mesma, às vezes até melhor no caso de Liszt”, compara.

O concerto da Amazonas Filarmônica integra a programação da Série Guaraná 2014/ 2015 de concertos, com patrocínio da Ambev e realização da Secretaria de Estado de Cultura.


O que é: Concerto da Amazonas Filarmônica – Série Guaraná 2014/2015

Onde: Teatro Amazonas, Largo de São Sebastião, Centro

Quando: Sábado, dia 22, às 20h

Quanto: Acesso gratuito a frisas e camarotes; ingresso para plateia a R$ 20 (inteira)

Informações: (92) 3232-1768


Publicidade
Publicidade