Terça-feira, 29 de Setembro de 2020
Gastronomia

Sorveteria Glacial lança novos sabores e intensifica delivery

Creme de Pupunha, Oreo, Pitaia e Twix passam a integrar o catálogo com mais de 60 sabores da empresa



WhatsApp_Image_2020-08-07_at_15.04.53_010727D3-F0CB-494A-AD54-AF88255F302C.jpeg Sorvetes são famosos por trazer refrescância ao paladar (Foto: Aguillar Abecassis)
07/08/2020 às 14:15

Com o segundo semestre, o “verão amazônico” chegou com tudo e promete deixar as temperaturas elevadas até setembro. Para garantir conforto e prazer aos consumidores que buscam amenizar o calor neste período, a sorveteria Glacial reforçou o sistema de entregas e promove o lançamento de novos sabores.
Creme de Pupunha, Oreo, Pitaia e Twix passam a integrar o catálogo com mais de 60 sabores da empresa, que faz parte da história do Amazonas desde os anos 50. Para os maiores de 18 anos, uma surpresa: paletas alcoólicas de buriti, limão e maracujá.

À frente da empresa, José Antônio Loio, filho do fundador, comenta que, durante esta semana, a sorveteria – especializada em frutas da região amazônica – também irá lançar sabores veganos, agradando os diversos tipos de paladares.



O empresário comenta que, para manter o atendimento de qualidade aos consumidores, a Glacial tem realizado uma série de investimentos, do maquinário (com equipamentos mais modernos) ao delivery, principalmente após este período de pandemia do novo coronavírus.

“Já tínhamos delivery, mas, durante esta pandemia, montamos setor próprio e reforçamos com os diversos aplicativos (Ifood, Uber Eats, PediJá, Rappi), para tornar nosso serviço de entrega super eficiente e atender nosso público em quarentena”, detalhou Loio.

Pit Stop

Outra iniciativa da Glacial é o ponto de Pit Stop, que está sendo inaugurado na unidade da avenida Eduardo Ribeiro e, em breve, marcará presença no conjunto Vieiralves. A ideia, segundo o proprietário, é que o espaço seja um ponto de coleta, ou seja, os consumidores podem fazer os pedidos antecipadamente e ir ao local somente para retirada, sem precisar adentrar outros espaços.

Atualmente, a empresa conta com oito lojas próprias, 150 funcionários e uma linha de picolés e sorvetes. Os valores dos produtos variam entre R$ 5 a R$ 50, a depender da quantidade. Além dos sabores tradicionais, o diferencial está no uso das frutas regionais da Amazônia: taperebá, tapioca, tucumã, cupuaçu, açaí e banana caramelada.

Saiba mais

A história da Sorveteria Glacial iniciou nos anos 50, quando o português Joaquim Silveira montou o bar Castelo Viana no centro da cidade (na esquina da Getúlio Vargas com a Lauro Cavalcante) com apenas uma máquina de picolé. No fim dos anos 60, dois filhos do proprietário decidiram investir em uma máquina de sorvete e abrir uma pequena fábrica.

À época, a empresa atendia apenas fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM), hotéis e lojas. Foi então que, em 1980, Antônio Silveira e Silva, filho do Sr. Joaquim, fundou a primeira sorveteria, na mesma esquina onde o pai havia inaugurado o primeiro bar.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.