Terça-feira, 26 de Outubro de 2021
Volta aos palcos

Soufflé de Bodó volta aos palcos com apresentação de ‘Herói’ para público reduzido

Companhia exibe espetáculo nesta quinta-feira (26/08), no Casarão de Idéias, com acesso gratuito



WhatsApp_Image_2021-08-25_at_15.36.22_D70D90B3-B284-463E-9998-69F4C0B7FBF0.jpeg Foto: Divulgação
25/08/2021 às 16:01

Nesta quinta-feira (26/08), a partir das 19h, a Soufflé de Bodó Company volta aos palcos com o espetáculo “Herói”, para a primeira apresentação com público reduzido, no Casarão de Idéias (Rua Barroso, 279, Centro). O acesso é gratuito, com reserva on-line pelo linktr.ee/casaraodeideiasam ou Instagram (@casaraodeideias).

A programação faz parte do projeto "Casarão de Ideias: Um Lugar Para Todas as Artes”, contemplado no edital Prêmio Feliciano Lana, que compõe as ações emergenciais da Lei nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc, operacionalizada no Estado através do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.



Segundo Francis Madson, a proposta do monólogo é uma provocação ao teatro-infantil local, principalmente sobre alguns temas que não são abordados nos espetáculos da região norte realizados para a infância. Ele destaca que o trabalho realizado pela Soufflé, no processo de criação, parte da perspectiva do livro “Homo Ludens”, de Johan Huizinga, que trata o lúdico como essencial ao processo da construção do homem.

“É sobre como nós olhamos – ao relembrar – a imagem do determinado momento da vida? Ela é fixa e, às vezes, está em movimento? Elas contam uma trajetória de vida, um espaço-tempo. Relembrar é a resistência da imagem defronte à morte. A história de ‘Herói’ tem Pai, Mãe, Julia. É uma família de bonecos de neve”, comenta o diretor. “Sabe-se que a ideia de infância é modificada de acordo com as questões sócio-políticas de cada sociedade no intuito de desenvolver questões próprias sobre a criança e alguns temas são afastados do universo infantil e da ideia de lúdico”.

Madson conta que a construção simbólica do espetáculo está na dramaturgia fractal e nos elementos visuais como cenário, adereços e figurino, a sonoplastia e a maquiagem articuladas nas referências entre a década de 70 e 90.

“Eles são estabelecidos em referências das gangues futuristas do filme ‘Laranja Mecânica’, de 1971, música da cultura da década de 90, que é o Tecno-House como elemento marginal, cenário e figurino retirado do minimalismo do designer industrial”, explica.

Programação

“Herói” vai ser exibido novamente no dia 16 de setembro, às 19h, no Casarão de Idéias. Conforme Madson, a Soufflé de Bodó Company tem aquecido o repertório de espetáculos e, até outubro, segue em curtas temporadas em espaços culturais de Manaus.

“Em setembro teremos uma releitura do ‘Dragão de Macaparana’, numa parceria com a Companhia Trilhares, dentro do espaço deles e com todos os protocolos de segurança em prevenção a Covid-19. Já em outubro, voltamos com ‘Vestido Queimado’, no Jandira Theater Move, nosso teatro contêiner itinerante, em outro lugar da cidade”, adianta o diretor. “Estamos felizes de, aos poucos, voltar com as ações presenciais, desejamos muito voltar aos palcos, ter esse contato com a plateia. São possibilidades que vamos construindo até que possamos estar vacinados e em segurança”.

Companhia

A Soufflé de Bodó Company desenvolve atividades em Manaus desde 2013. Composto por artistas, bailarinos, dramaturgos e performers com mais de 15 anos na área artística, o grupo realizou oficinas, apresentações e workshops por diversas cidades do País.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.