Publicidade
Entretenimento
Vida

Sucesso na web, a digital creator acaba de lançar o livro ‘A Receita da Felicidade’

Em contagem regressiva para o aniversário do site de moda, beleza e viagens, Danielle Noce ficou conhecida por fundar o maior blog dedicado à confeitaria do Brasil, “I Could Kill For Dessert” 28/12/2015 às 10:43
Show 1
Batizado de “A Receita da Felicidade”, a jovem lançou o livro no último dia 14 e convida o leitor a brincar de finalizar as páginas
Natália Caplan Manaus (AM)

Viajar pelo mundo, ir ao cinema, cozinhar receitas novas, fazer um cafuné no gatinho de estimação, brincar com os cachorros e cuidar da própria criação de abelhas. Estes são alguns dos hobbies da digital creator Danielle Noce, 32, que uniu a paixão pela confeitaria ao seu “lifestyle” em um livro interativo. Batizado de “A Receita da Felicidade”, ele foi lançado no último dia 14 e convida o leitor a brincar de finalizar as páginas.

“É um pouco diferente do meu primeiro livro, ‘Por uma vida mais doce’, porque é interativo e não contém apenas receitas. Tem muitas dicas de viagem, como arrumar a mala e a nécessaire, com a minha listinha de itens essenciais. Também fala de moda e estilo”, disse a paulista em uma conversa exclusiva com a equipe do BEM VIVER. “Eu converso um pouquinho com o meu público, para me conhecer um pouco a mais”, completou.

Mas essa “conversa” não é de um lado só. De acordo com a vlogger que coleciona quase 800 mil inscritos no seu canal no Youtube — com mais de 55 milhões de visualizações — e 380 mil seguidores no Instagram, ela também pode conhecer os seguidores/leitores por meio das redes sociais. “Peço para postarem uma hashtag quando preenchem alguma página. Assim, eu consigo saber quem eles são e do que gostam”, revelou.

Em contagem regressiva para o aniversário do site de moda, beleza e viagens que leva o nome dela, Danielle ficou conhecida por fundar o maior blog dedicado à confeitaria do Brasil, “I Could Kill For Dessert” (www.ickfd.com.br). Traduzindo: “Eu poderia matar por uma sobremesa”. Apesar do sucesso do primeiro, a chef especializada em doces percebeu que poderia compartilhar sobre outros temas com os internautas.

“Até 1º de janeiro deste ano, eu só tinha uma página e um canal de receitas. Mas percebi que tinha muito mais coisa para falar. Neste outro, que vai completar um ano, falo sobre moda, beleza e, principalmente, viagens. E eu queria um livro que refletisse isso. Não apenas sobre ser uma confeiteira, mas sobre o que vivi o ano todo, ‘lifestyle’, algo proveitoso, gratificante”, declarou, ao lembrar que fez oito viagens em 2015.

Malas prontas

E por falar em explorar o mundo, a blogueira já está com duas aventuras programadas para o próximo ano: voltará a aterrissar na Finlândia e em Toscana, na Itália. Os outros passeios ainda serão definidos, mas conhecer a Amazônia é um dos desejos da paulista fã declarada de cupuaçu e apaixonada por peixe. Segundo a vlogger, basta alguém enviar um convite para lançar o novo livro em Manaus, que ela não pensará duas vezes.

“A Finlândia é um lugar maravilhoso e a Toscana também, mas fui há muito tempo e ainda não tinha o blog. Eu queria muito ir a Manaus, adoro cupuaçu e prefiro peixe à carne. Tenho uma tia que mora em Rio Branco [AC] e ela sempre traz para mim, desde que eu era criança. Amo de paixão é muito bom! Preciso provar os peixes também”, declarou, ao confessar que come “de tudo”. “Gosto de tudo, não tem nada que eu não coma”, disse aos risos.

Alegre e  aventureira

Os nomes dos dois livros não foram escolhidos ao acaso. Danielle Noce esbanja sorrisos e otimismo, gosta de descobertas culinárias, ama animais, conhecer lugares exóticos e ajudar causas que “façam diferença para o mundo”. Os bichinhos de estimação dela, inclusive, são uma mistura dessa personalidade intensa. Como uma boa amante da natureza, ela tem um gato e dois cachorros. Porém, o quintal esconde um “tesouro”.

“Eu tenho abelhas Meliponini. Elas são fofas, bem pequenas, parecem mosquitinhos dourados, e não têm ferrão. Não dá trabalho para cuidar, elas não atacam e produzem pouco mel, que é simples de tirar”, disse a apicultora orgulhosa. “Faz parte do projeto ‘Bee or not to bee’. Todos deveriam ter; sem abelhas no mundo, vamos ficar sem alimentos. Todas as plantações não orgânicas estão matando as abelhas, responsáveis por polinizar”, explicou.

Ingrediente ‘exótico’

Em meio às inúmeras experiências das viagens, a culinária sempre leva Danielle Noce a lugares e descobertas inusitadas. Entre elas, a criação de kombucha, uma novidade — nem tão nova assim — encontrada pela chef paulista em Los Angeles, nos Estados Unidos. É uma bebida feita a partir da fermentação de algum chá rico em cafeína, pela adição de um biofilme com leveduras e bactérias acéticas entre outras. “É uma bactéria milenar, que você cultiva e ela fermenta o seu chá. Troca-se toda semana. Eu trabalho com comida e aprendo. Queria trazer uma bactéria na mala, mas não deu (risos). Um amigo de São Paulo me deu. Eu flavorizo com gengibre, mas pode-se colocar o sabor que quiser. Fica uma delícia, muito gostoso”, disse. “É um ótimo probiótico e é bem difundido entre pessoas que cuidam da saúde”, completou.

Publicidade
Publicidade