Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
Temporada das baleias

Sul do estado da Bahia é o berço de observação da baleia Jubarte

Na Bahia, o mês de julho é o início da temporada de observação da espécie, que chega a pesar 40 toneladas



baleia3.jpg Até outubro, as baleias Jubarte migram da Antártica para o Hemisfério Sul em busca da águas mais quentes, o que proporciona um verdadeiro espetáculo para os apaixonados pelos mamíferos aquáticos / Fotos: Divulgação
09/07/2016 às 17:28

A Bahia já oferece uma série de atrações e belezas naturais aos visitantes o ano inteiro, tanto que Salvador é considerada um dos principais destinos do turismo nacional. Mas para os apreciadores de natureza selvagem, o mês de julho ganha um reforço de peso (ou melhor de toneladas!) com o início da temporada de observação das baleias Jubarte, especialmente no sul do estado.

Até outubro, elas migram da Antártica para o Hemisfério Sul em busca da águas mais quentes, o que proporciona um verdadeiro espetáculo para os apaixonados pelos mamíferos aquáticos.

Durante a “baleiada”, atividade desenvolvida para observação desses animais em alto mar, os visitantes têm a oportunidade de ver de perto exemplares da espécie - que chegam até 16 metros de comprimento e 40 toneladas - fazerem acrobacias surpreendentes. Para quem deseja ter essa experiência, o BEM VIVER listou lugares no litoral baiano para observar e se encantar. Confira!

Abrolhos

É considerado o maior berço reprodutivo das Jubarte, que fazem dessa região seu refúgio de amamentação e reprodução, entre os meses de julho e novembro.  Caravelas, Alcobaça, Nova Viçosa e Prado são as principais cidades da zona costeira do Extremo Sul baiano chamada de Costa das Baleias. As cidades são porto de saída para o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, um conjunto de ilhas vulcânicas e recifes coralíneos, criado em 1983 pelo Ibama, onde é possível observar de perto os mamíferos aquáticos em alto mar. De acordo com o site da Secretaria de Turismo da Bahia, os passeios nessa região custam em torno de R$ 250 por pessoa. Mais informações: Instituto Baleia Jubarte - Caravelas, BA . Rua do Barão do Rio Branco, 26 - Centro. Telefone: (73) 3297-1340.

Porto Seguro

A cidade de Porto Seguro-BA, além de ser uma das referências nacionais quando o assunto é sol e praia, é também um dos principais pontos de Observação das Baleias Jubarte no litoral sul da Bahia. Segundo a bióloga Thaís Melo, da Cia. do Mar, que organiza os roteiros para observação das baleias em Porto Seguro-BA, ainda não é possível precisar a quantidade de animais que migram para o litoral sul da Bahia todos os anos e nem quando esse movimento começou. “Com a proibição da caça em 1986, as baleias voltaram a ocupar algumas áreas, que inclui a Costa do Descobrimento”, explica Thaís.

 A saída para observação das baleias começa com uma palestra que explica as condições do passeio, as características das baleias, o processo de migração e as dicas de navegação e segurança. O passeio é realizado em um barco tipo lancha e tem duração de pouco mais de 4h de navegação.

Para o Secretário Municipal de Cultura e Turismo de Porto Seguro, Paulo Cesar Magalhães, o passeio é único e a experiência enriquecedora. “É um dos programas com maior potencial turístico que a cidade apresenta, uma vez que oferece conhecimento ecológico além da experiência, que é inesquecível, algo que poucos destinos podem proporcionar”, ressalta. Mais informações: Cia. do Mar de Porto Seguro-BA. Tel.: (073) 8819-5060 / (073) 9967-3128 (WhatsApp) . http://ciadomar.com/  

 

Praia do Forte

Local mais próximo partindo de Salvador, a Praia do Forte, no município de Mata de São João-BA, fica cerca de 60 km ao norte da capital baiana, por meio da BA-092, conhecida como Estrada do Côco. Lá está localizado o Instituto Baleia Jubarte, criado em 2000 com o objetivo de monitorar e fazer a conservação das espécies águas brasileiras. Ele é constituído por uma equipe de biólogos preparados para receber esses ilustres visitantes. Antes dos passeios são ministradas palestras, onde é possível obter informações sobre o mamífero, como hábitos, comportamento e curiosidades. Dentro do Instituto também se encontra um museu disponível para visitação. Ele funciona atende apenas grupos previamente agendados e não abre aos sábados e feriados. Grupos interessados podem agendar sua visita por e-mail ou telefone: ea.praidoforte@baleiajubarte.org.br e (71) 3676-1463

Península de Maraú

Considerado o caribe baiano, localizado a pouco mais de 300 quilômetros ao sul de Salvador e a 130 ao norte de Ilhéus é também ponto de observação das baleias.  Para apreciar a experiência com todo o conforto e comodidade, uma ótima opção é se hospedar na Pousada Taipu de Fora, que conta com uma estrutura completa de lazer. O empreendimento, que fica em frente à praia de Taipu de Fora, sugere também aos hóspedes que aproveitem a ocasião para fazer passeios pelas famosas piscinas naturais, trilhas e cachoeiras locais, além do mergulho, prática que revela toda a biodiversidade subaquática do lugar. A pousada conta com 28 amplas suítes com varanda e rede para descanso, que acomodam até quatro pessoas, área de convivência com wi-fi, salão de jogos, brinquedoteca e atividades ao ar livre que agradam toda a família. Mais informações podem ser obtidas no site www.taipudefora.com.br ou nos telefones (73) 3258.6278 / 3255.2276.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.