Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Vida

Suplementação: Cápsulas são pedida para ajudar a regular o corpo e prevenir sinais da idade

As chamadas cápsulas do rejuvenescimento têm a função de prevenir os sinais da idade, proporcionando vitalidade e disposição, e complementar nutrientes



1.jpg Pílulas podem tanto alinhar o crescimento e fortalecimento de cabelos e unhas, quanto reforçar a imunidade, prevenir gripes e aumentar disposição física
06/03/2016 às 15:32

Com a rotina cada vez mais corrida, fica bem mais difícil cuidar do organismo e dar atenção para a beleza. Certeza que cada uma de nós já ouviu de alguma amiga de nossas mães, ao ter ausência de fome, por exemplo, algo como “Dá complexo B para ela”, ou outra vitamina. Ou também, ao se desesperar contra aquela ruga, ouvir “Toma pílula de colágeno”.

Quem nunca? A verdade é que, mesmo existindo pílulas de venda livre para atender necessidades específicas – como as de beleza ou bem-estar do organismo  – só um profissional poderá avaliar quais podem atender às necessidades de cada um.

Buscar um especialista qualificado para orientá-la a ter um estilo de vida mais saudável foi o que fez a designer de moda Gigi Cunha, 31. “Portanto, incluí a ingestão diária de vitaminas antioxidantes para pele, cabelos e para controlar os níveis de gordura no sangue. Sem excessos, apenas suplementação do necessário”, destaca.

Ela faz uso diário de vitamina D (que regula o cálcio no corpo, mantendo os ossos mineralizados), biotina (para fortalecimento das unhas e cabelos), vitamina C (auxílio na imunidade) e ômega 3 (antioxidante e regulador dos níveis de gordura no sangue). A vitalidade, ela conta, é outra. “Tenho mais disposição, sono regulado, sensação de bem-estar e cabelos e unhas fortes e cheios de vida”, completa.

Seu acompanhamento é feito pela médica Bruna Rodrigues, endocrinologista e nutróloga. “A filosofia dela é promover saúde, fazer uso apenas do que realmente for necessário, evitando uso de substâncias dispensáveis. Tento levar uma vida equilibrada, incluindo um dia livre na semana e a prática regular de atividades físicas”, considera.

A empresária Hellen Belota, 37, compra suas vitaminas em casas especializadas nos Estados Unidos. “É difícil encontrar vitamina D3-5000mg e os probióticos em Manaus”, coloca. Ela explica que os itens são usados para o funcionamento básico do organismo, como a prevenção de gripes, reforço da imunidade e bom funcionamento do intestino.

“Depois que passei a tomar essas vitaminas, a minha pele melhorou e meu intestino passou a funcionar normalmente. São vitaminas básicas, que deviam ser tomadas por todos”, ressalta.

Ciência

De acordo com a farmacêutica e bioquímica Danielle Baraúna, 31, as chamadas cápsulas do rejuvenescimento têm a função de prevenir os sinais da idade, proporcionando vitalidade e disposição, hidratando a pele e complementando os nutrientes que nos faltam diariamente.

“Sendo consideradas as queridinhas dos dermatologistas, não são todos que aderiram à prescrição, pois ainda não existem evidências científicas suficientes de que elas funcionam, como alegam os fabricantes. Porém em outros países fazem muito sucesso. Então o indicado é consultar um médico para saber exatamente o que tomar, atendendo a necessidade de cada paciente”, declara a farmacêutica.

Os médicos, segundo ela, estão sempre se atualizando em busca dos melhores tratamentos para os pacientes. Por isso, consultar o médico e pedir um produto que se adeque às características da sua pele e seu organismo é ideal.

"O diferencial de ser manipulado é que o médico é quem determina, diante das características do paciente, as substâncias que melhor se adequam, suprindo os nutrientes necessários para resultado significativo, proporcionando tratamento individualizado, atendendo às necessidades específicas de cada paciente”, coloca.

Médicos conhecem o ideal

Conforme a endocrinologista Camila Bandeira, 30, atualmente contamos com novas substâncias à base de moléculas e fitoterápicos, que prometem rejuvenescimento, emagrecimento, eliminar gorduras localizadas, entre outros. E há também pílulas de vitaminas que graduam a disposição, a energia, o bom funcionamento do intestino e organismo em geral, aumentando a imunidade, chamados de nutricêuticos. 

“Os nutricêuticos são substâncias cujo nome deriva da junção da palavra nutriente com farmacêuticos que podem ser encontradas da forma natural em alimentos ou podem ser manipuladas. Essas substâncias são encontradas, por exemplo, no tomate, como o licopeno, e no vinho, como o resveratrol; e ajudam a combater envelhecimento e a prevenir doenças”, declara Camila.

Ainda segundo a médica, é competência do médico ou profissional que esteja prescrevendo a substância saber suas indicações, contraindicações, e saber tratar os efeitos adversos. “Até uma vitamina prescrita na dose errada pode ser tóxica. Portanto nada é inofensivo”, diz ela.

Sobre a quantidade de pílulas a se tomar, Bandeira coloca que um médico consciente saberá receitar a quantidade adequada para cada um. “Alguns pacientes meus precisam de mais de 10 remédios por dia, e isso é o que os mantém vivos, pois às vezes são hipertensos, diabéticos, renais crônicos, cardíacos, e a medicação é necessária”.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.