Publicidade
Entretenimento
Neste domingo (27)

Teatro Amazonas recebe neste domingo (27) o espetáculo ‘Experimental em Movimento’

O espetáculo, com entrada gratuita, fica a cargo do Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas 23/11/2016 às 18:45 - Atualizado em 23/11/2016 às 20:18
Show unnamed
O espetáculo fica a cargo do Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas (Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus

Para fechar a temporada de atividades de dança do ano de 2016 em grande estilo, o Teatro Amazonas recebe neste domingo (27), a partir das 19h, o espetáculo “Experimental em Movimento”, com entrada franca e como parte das comemorações dos 120 anos do principal cartão postal da capital amazonense.

O espetáculo fica a cargo do Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas. Os alunos do Núcleo de Formação em Dança do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, sob a direção geral da coreógrafa Monique Andrade, diretora do Balé Experimental, também participam da apresentação. 

Para Monique Andrade, o espetáculo será uma oportunidade ímpar de os alunos do Liceu colocarem em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, bem como trabalharem em parceria com bailarinos já profissionais. “São jovens muito talentosos, que poderão mostrar o seu crescimento, coreografando obras de amazonenses muito talentosos, em especial, a obra Bodas, que possibilitou uma nova fase de amadurecimento para todos eles, principalmente para os alunos finalistas do curso”, ressalta a coreógrafa.

Repertório

Durante o espetáculo, serão apresentadas as obras "Bodas", de Eduardo Amaral, e "Entre Parênteses", de Rodrigo Vieira. A primeira, que será com os alunos do Liceu, é uma releitura de movimentos, gestos e afetos da obra Le Noces, de Bronislava Nijinska, com música de Igor Stravinsky, e estreou no projeto Conexões em Movimento.

Já a coreografia "Entre Parênteses" é baseada numa quatrilogia do poeta amazonense Aníbal Beça: a vírgula, o ponto, dois-pontos e as reticências. Estreada no projeto Alma de Um Poeta, a obra traz o entendimento de que viver é entender que um dia tudo vai acabar, e tudo o que for importante na vida será destacado “Entre Parênteses”.

O secretário de Estado de Cultura, Robério Braga, destaca que o espetáculo reflete o trabalho desenvolvido no campo da formação cultural, desde a fundação do Liceu Claudio Santoro. “Todos esses espetáculos, onde os alunos podem colocar em prática o que aprendem no Liceu junto com bailarinos já profissionais, fazem parte de uma política voltada para a cultura que construímos no passado e que tem dado certo. É um caminho que não podemos abandonar e que vamos continuar construindo no Amazonas”, afirma.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade