Publicidade
Entretenimento
Vida

Teatros indoors: conheça tendências em home theater

Segundo a experiente arquiteta Leila Barakat, é predominante nestes ambientes a utilização de cores neutras e sóbrias e tons pastéis, tudo para não roubar a cena onde a protagonista é a própria tela 08/07/2013 às 08:43
Show 1
Projeto Game Room da Moto Honda, da arquiteta Maísa Oliveria, ganhou o prêmio Tecnologia na Casa Cor Amazonas 2012, ao desafiar a vocação “neutra” desses ambientes para evocar um cenário lúdico e divertido
Felipe de Paula Manaus, AM

Ver filmes, jogar videogame, assistir uma partida de futebol. Com o advento da TV digital e o desenvolvimento da tecnologia 3D, um bom home theater faz dessas atividades uma verdadeira viagem no universo da imagem e do som. Mas o que é importante saber para a criação, na casa ou no apartamento, de um ambiente com conforto, estilo e funcionalidade?

A arquiteta Maísa Oliveira entende do assunto. Em 2012, ela foi premiada na Casa Cor Amazonas por um projeto de home theater temático na categoria Tecnologia. E é justamente o aspecto tecnológico que, segundo ela, deve predominar neste tipo de ambiente, com destaque para o advento da automação. O sistema permite ao usuário regular a tevê, o som, a iluminação e até a cortina, quando motorizada, num só controle digital.

“Num ambiente home theater, a tendência maior é a inserção da tecnologia”, ressalta a profissional, que aponta também o uso de lâmpadas de LED, mais econômicas, como parte de uma tendência mais sustentável da decoração de tais ambientes. “Hoje o mercado está mais favorável em Manaus, com mais opções e a menor custo”, incentiva Maisa.

Segundo a experiente arquiteta Leila Barakat, é predominante nestes ambientes a utilização de cores neutras e sóbrias e tons pastéis, tudo para não roubar a cena onde a protagonista é a própria tela.

A iluminação e a acústica também são elementos fundamentais de um bom home, daí a importância de se contratar um profissional para desenhar o ambiente e acompanhar a execução do projeto, que segundo Leila custa entre 10 e 15% do valor investido na sala.

“O ideal é ter possibilidade de fechamento e isolamento acústico. Para isso, podemos trabalhar com portas de correr que isolam claridade e som, podendo se assistir a um filme num domingo à tarde”, exemplifica a arquiteta.

Projetados pela arquiteta Leila Barakat, os ambientes provam que o home theater pode estar integrado com o resto da casa, mas com equilíbrio e tecnologia de isolamento de luz e som, por meio de cortinas recolhíveis.

Tons neutros prevalecem e ambiente isolado por portas também é o ideal; custo do arquiteto é em média 10% do valor investidoPremiadoProjeto Game Room da Moto Honda, da arquiteta Maísa Oliveria, ganhou o prêmio Tecnologia na Casa Cor Amazonas 2012, ao desafiar a vocação “neutra” desses ambientes para evocar um cenário lúdico e divertido.

Quebrando valores

Temas e referências nas salas de home theater fazem parte de uma das tendências modernas que estão ganhando força. Antes, a ideia era fazer da tela o centro das atenção, mas hoje este paradigma pode ser quebrado, desde que haja equilíbrio e boa utilização dos materiais.

Publicidade
Publicidade