Publicidade
Entretenimento
Vida

Texto de 'Vestido de Noiva' ganha montagem amazonense

Cia. de Ideias completa seis anos com adaptação inédita de texto revolucionário de Nelson Rodrigues 26/03/2013 às 09:49
Show 1
Peça estreou em 1943, com Maria Fernanda e Stella Perry no elenco
Rosiel Mendonça Manaus, AM

Setenta anos depois de estrear nos palcos do Rio de Janeiro, a peça “Vestido de noiva”, escrita pelo “Anjo Pornográfico” Nelson Rodrigues, será montada pela primeira vez na capital amazonense. Considerado um marco revolucionário no teatro brasileiro, o espetáculo foi adaptado pela Cia. de Ideias, dirigida por João Fernandes, e vai ganhar apresentações no Café Teatro, nos dias 4, 5 e 6 de abril. A peça conta a história de Alaíde, uma moça da burguesia carioca que relembra os conflitos com a irmã Lúcia, de quem ela roubou o namorado, durante uma operação para salvá-la de um atropelamento.

Os processos criativos para a montagem começaram em junho do ano passado, quando a companhia local decidiu prestar uma homenagem a Nelson Rodrigues, que teria completado 100 anos em 2012. “Queríamos celebrar a dramaturgia dele, só faltava escolher o texto. Acabamos elegendo ‘Vestido de noiva’ porque foi com ele que o teatro brasileiro entrou na modernidade”, explicou Fernandes.

Desde então, a Cia. de Ideias mergulhou na vida e na obra do escritor. “É um trabalho que já foi montado muitas vezes no País, então foi um desafio comprar essa ideia sem cair no que já foi feito”, pontuou o diretor. Segundo ele, a adaptação que será apresentada no Café Teatro vai ser fiel ao texto original. “Não mexemos na dramaturgia do Nelson, só fizemos algumas rubricas para diluir certas passagens”.

Diferencial

Em “Vestido de Noiva”, mais de 20 personagens aparecem em cena, sendo que na montagem amazonense eles serão interpretados por apenas cinco atores: Vitor Lima, Eduardo Klinsmann, Gleidstone Melo e Ítalo Soares, além do próprio João Fernandes. A ideia, segundo o diretor, é fazer uma adaptação minimalista, típica do teatro contemporâneo.

“Vamos deixar toda a responsabilidade do texto nas mãos dos atores. Como diretor, prezo bastante pela fala, pois a palavra tem muita força na construção das cenas”, explicou Fernandes. Além disso, o texto de Nelson Rodrigues mostra ações simultâneas que acontecem em três planos, o da realidade, da alucinação e da memória, ambientes que serão recriados de acordo com esquemas específicos de iluminação.

Desafio

Com a escalação de um elenco exclusivamente masculino, a Cia. de Ideias resolveu dar uma identidade própria a este trabalho, dando continuidade a uma linha de pesquisa que começou com a montagem de “O auto do Rei Leal”, estrelada apenas por homens, e “Uma branca sombra pálida”, encenada apenas por mulheres.

Apesar disso, os personagens femininos de “Vestido de noiva” não vão aparecer de forma caricaturada. Segundo Fernandes, este foi um dos maiores desafios na produção do espetáculo. “Geralmente, o texto vem carregado de emoção feminina, então foi um desafio transportar essas falas para um contexto em que homens fazem papéis de mulheres”, concluiu, adiantando que a interação com o público vai ser um dos fortes do espetáculo.

Saiba +

A montagem de “Vestido de noiva” faz parte de um processo de manutenção da Cia. de Ideias que foi possível graças ao Prêmio Funarte Myriam Muniz, concedido à companhia local no ano passado. Em abril, a cia. completa seis anos.

Serviço

o que é: “Vestido de noiva”, da Cia. de Ideias

onde: Café Teatro, av. 7 de setembro, Centro, ao lado do Basa

quando: Dias 4, 5 e 6 de abril, às 20h

quanto: R$ 10 (meia)

Publicidade
Publicidade