Publicidade
Entretenimento
INTERNACIONAL

TV Al Jazeera grava documentário especial voltado para a mídia no Amazonas

Uma parceria entre a Banksia Films e a Al Jazeera Media Network possibilitou a chegada de uma equipe de produtores em busca de registrar e analisar alguns dos conteúdos divulgados sobre a Amazônia. 24/07/2016 às 05:00
Alexandre Pequeno Manaus (AM)

Pela primeira vez em nove anos de exibição do programa inglês "The Listening Post", uma equipe estrangeira aterrissa em solo brasileiro. E Manaus foi escolhida como uma das locações do jornalístico. Por isso, na semana passada, uma parceria entre a Banksia Films e a Al Jazeera Media Network possibilitou a chegada de uma equipe de produtores em busca de registrar e analisar alguns dos conteúdos divulgados sobre a Amazônia. E o BEM VIVER acompanhou de perto essa viagem por alguns pontos turísticos do Estado.

Paolo Ganino, produtor do programa, revela os motivos que os fizeram se interessar em ter o Amazonas e o Brasil como foco principal de alguns episódios do programa semanal.

"Escolhemos vir para a Amazônia, pois é um local internacionalmente importante para o mundo como um todo, ao mesmo tempo é uma região que não tem muitas notícias, não tem uma cobertura extensiva. É uma região interessante”, afirma. De acordo com Paolo, um episódio será dedicado totalmente para a Amazônia e outro para o eixo Rio-São Paulo.

O roteiro de viagem da equipe incluiu uma para registrar imagens na comunidade do Janauari, no município de Iranduba, a 25 km de Manaus. Por lá, os gringos puderam verificar o intenso fluxo de turistas, além de prestigiar as belezas naturais, como o jardim amazônico da vitória-régia.

Mais adiante, a equipe composta por Paolo, Haim Litani (cinegrafista) e Carolina Fernandes (produtora), visitou algumas regiões de igapós, áreas de vegetação submersa típica da floresta amazônica, localizada em solos permanentemente alagados, estreitos e baixos próximos aos rios.

As gravações incluíram ainda um tour pelo Encontro das Águas, e uma parada na Comunidade do Catalão, reduto de tranquilidade a pouco mais de 40 minutos de Manaus. O local é uma verdadeira comunidade flutuante. Eles estavam interessados em registrar algumas pequenas casas nas margens dos rios.

“A Amazônia é uma locação incomparável com qualquer outro lugar existente no mundo, fiquei muito surpreso e tive uma experiência maravilhosa, incrível e inesquecível em Manaus inclusive. Existe um grande contraste com a imponência do Teatro Amazonas com a floresta”, disse o cinegrafista Haim Litani. Eles afirmaram ainda que pretendem voltar o mais rápido possível para gravar outros projetos em solo amazônico.

Entrevistas

Para a composição do jornalístico, os produtores realizaram algumas entrevistas com pessoas que atuam na área na capital. Um dos entrevistados, Renan Albuquerque, que também acompanhou o tour pelos arredores de Manaus é graduado em jornalismo, tem mestrado em psicologia e doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia e colunista em uma agência de notícias da cidade.

"É construído um estereótipo desde sempre a partir da mídia, de uma Amazônia para ser vendida para o outro de fora. E esse estereótipo é construído por uma ideia pitoresca, exótica, do que não há em nenhum lugar do mundo, só aqui. Essa verdade acaba sendo fortalecida lá fora, ou seja, falou de Amazônia, falou do exótico, do que não existe”, argumenta.

“Existem algumas categorias de problemas da Amazônia: grilagem, desmatamento, hidrelétricas, mineração, indígenas, desmatamento e queimadas. Isso pouco sai como pauta nos jornais, porém é comum a abordagem do exótico. Isso não é um problema da mídia do Amazonas e sim da mídia do mundo, nós, por exemplo, conhecemos a África pelas savanas ou pela fome, desgraças”, complementa.

Aruana Brianezi, diretora editorial de A CRÍTICA também foi uma das entrevistadas. "O documentário da Al Jazeera sobre o Brasil pode ajudar a diminuir a distância entre nosso país e o mundo árabe. Colaborar com esse programa é, de certa forma, contribuir para diminuir preconceitos, que em grande parte são fruto da falta de informação". Aruana falou sobre a imprensa em geral e sobre o jornalismo em Manaus, seus obstáculos, peculiaridades, grandes pautas e principais desafios.

Saiba+

O objetivo principal do programa é analisar a mídia ao redor do mundo. A intenção da equipe é fazer um levantamento de como as histórias são contadas pela mídia local e nacional.

Publicidade
Publicidade