Publicidade
Entretenimento
Vida

Usuários de aplicativos crescem a cada ano no Brasil

E o que o brasileiro tem feito tanto no celular? Praticamente tudo. Do pagamento da conta do cartão de crédito ao passa tempo enquanto espera ser atendido no consultório médico 26/05/2015 às 12:14
Show 1
Os usuários de aplicativos crescem a cada ano no Brasil
artur cesar* SALVADOR (BH)

Não tem mais volta. As vendas de smartphones ultrapassaram as de PCs no Brasil. Segundo estudo sobre o Mercado Brasileiro de TI do Centro de Tecnologia de Informação Aplicada - GVcia - da Fundação Getúlio Vargas, o País conta com 306 milhões de dispositivos conectáveis a Internet, sendo 152 milhões de computadores e 154 milhões de smartphones, o que representa a existência de três dispositivos para cada dois habitantes.

E o que o brasileiro tem feito tanto no celular? Praticamente tudo. Do pagamento da conta do cartão de crédito ao passa tempo enquanto espera ser atendido no consultório médico. De olho nesses dados, as empresas de telefonia móvel tem investido cada vez mais no desenvolvimento de aplicativos.

Com o tema “O comportamento da telefonia móvel na era dos apps”, a TIM realizou workshop com a imprensa no último dia 21, em Salvador. Para os palestrantes, a ordem agora é auxiliar os consumidores a poupar e passar o tempo.

“A luta agora é conquistar um espaço nobre no aparelho celular do consumidor. Estabelecendo presença, oferecendo ferramentas e promovendo experiências”, destacou o CEO da empresa Pontomobi, Leo Xavier.

Na opinião dele, a mobilidade está dando superpoderes para as pessoas. “Com aparelhos e planos mais baratos, houve uma redefinição dos produtos oferecidos pelas operadoras. O consumidor é mobile, deixou de ter uma visão Desktop”, destaca Leo.

Nesse caso, com mais de 75 milhões de usuários no País, a TIM tem trabalhado para avançar no segmento. Já são 32 apps com a marca TIM em funcionamento, com 55 empresas parceiras.

De acordo com Fábio Traldi, o grande diferencial é ter a oferta mais adequada ao perfil do cliente. “Precisamos acompanhar as tendências e antecipar as necessidades das pessoas”, observa o representante da TIM. “Para isso precisamos construir parcerias de impacto por meio de oportunidades de negócios”.

TIM E DEEZER

Durante o evento em Salvador, Fábio anunciou mais uma dessas parcerias. Dessa vez com o Deezer, um dos principais players de streaming de música do mercado móvel. Com o novo TIMmusicbyDeezer, os clientes da operadora terão à disposição cerca de 35 milhões de faixas para ouvir em qualquer lugar, além de usufruir de novas funcionalidades no app.

Além disso, traz novidades como o Flow - um sistema inteligente capaz de criar uma rádio personalizada com base nos gêneros musicais mais escutados pelo usuário. Esse é um tipo de serviço que vem crescendo bastante. Até o ano passado, eram um milhão de clientes TIM de música. A meta é chegar aos cinco milhões até o fim deste ano.

“Antes as operadoras trabalhavam o conceito de multiplataforma. Os serviços básicos eram entrega de texto, fotos. Isso mudou. Hoje, cria-se primeiro o app. Os serviços nascem com os aplicativos, que utilizam outras plataformas como suporte, caso haja necessidade”, explica Fábio.

Segundo ele, hoje os celulares têm muitos recursos, mas muitos consumidores não têm acesso por não saber utilizá-los, por isso a necessidade de apresentar conteúdo de qualidade por meio de “pílulas”. Isso passa pela garantia de conectividade com qualidade. Até 2017 a TIM pretende investir R$ 14 bilhões na infraestrutura de rede nas regiões Norte e Nordeste, por meio de um novo projeto de fibra ótica. 

*O jornalista viajou a convite da TIM

Publicidade
Publicidade