Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
ENREDO

Vitória Régia vai homenagear Umberto Calderaro e A CRÍTICA no Carnaval 2019

Vida e legado do jornalista serão as inspirações para o desfile da escola de samba, que é 11 vezes campeã do Grupo Especial de Manaus



umberto-calderaro_660CC38D-CBF6-4A3C-B692-94675E5F44F4.JPG Foto: Arquivo/AC
26/11/2018 às 10:50

"Tinta nas veias, a verdade nas mãos: na crítica de Calderaro ‘70 anos’ a voz de uma nação”. Esse é o tema do enredo que o Grêmio Recreativo e Escola de Samba Vitória Régia vai trazer para a passarela do samba amazonense no próximo Carnaval das Escolas de Samba do Grupo Especial de Manaus, em 2019. A confirmação foi feita pelo presidente do grêmio durante comitiva na festa de lançamento realizada na quadra da escola, na noite da última quinta-feira (22).

“Desde 2017 eu pensava sobre contar a história do jornal. Depois do Carnaval desse ano, fui até o Dissica Calderaro para falar sobre a ideia. Ele reuniu com a família e aceitaram a proposta de contar a história desse veículo de comunicação, que é um patrimônio histórico para o Amazonas. Trata-se de um jornal comprometido com a verdade e que muito contribui com a democracia e qualidade jornalística da nossa terra”, enfatiza o presidente Didi Redman.



O responsável pela elaboração do enredo é o carnavalesco Cahê Rodrigues, que veio do Rio de Janeiro especialmente para desenvolver a temática de 2019. Ele, que tem 20 anos de carreira e já trabalhou em diversas escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro, como Imperatriz Leopoldinense e Grande Rio, conta que está muito feliz pelo convite.

“Nós estamos tendo uma preocupação muito grande quanto a história rica de seu Umberto Calderaro, afinal são 70 anos de jornalismo. A ideia é exaltar a história desse guerreiro que é um homem de um milhão de amigos, que sempre lutou pelo jornal, pela família, uma pessoa religiosa em toda a sua história de vida. Falar da alegria que ele irradiava e as paixões dele pelo futebol e Carnaval. Além disso, deixou um legado através do jornal A CRITICA que se ampliou em um conglomerado de comunicação. E terminamos com uma mensagem para o mundo”, adianta o carnavalesco.


Equipe reunida no lançamento oficial. (Foto: Divulgação)

A mais antiga e tradicional escola de samba de Manaus vai contar com a participação de 2.200 componentes, 22 alas, quatro alegorias, três mestres-salas e três porta-bandeiras. De acordo com a diretoria, a Escola, além de contar a história de Umberto Calderaro e seu legado que é o jornal A CRÍTICA, também pretende deixar uma lição a emocionar o público que estará presente no Sambódromo no Carnaval de 2019.

Neste ano a escola de samba ficou em quarto lugar no Carnaval de Manaus contando a história  “Advocacia dos Primórdios à OAB, Nosso Direito de Sambar em Verde e Rosa”. A Escola é 11 vezes campeã do carnaval de Manaus e a quadra fica no bairro praça 14 de Janeiro, local de sua fundação.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.