Sábado, 26 de Setembro de 2020
Música

'Vocal Wonder' cativa a web ao fazer versões de músicas famosas

Liderado pelo contratenor Queni Lopes, projeto lança clipe cover nesta sexta (14)



Grupo_2_569C11E6-D4A0-40B0-A0D6-879BD8339D37.jpeg Grupo possui 16 artistas ao todo, com classificações vocais diversas (Foto: Divulgação)
13/08/2020 às 11:57

Quem diria que uma canção sobre despedidas seria o começo de tudo? Com “Too Good at Goodbyes” (em português “Bom demais em despedidas”), de Sam Smith, os membros do “Vocal Wonder” viram surgir a faísca de seu projeto musical. Liderado pelo contratenor Quenickson André Assunção Lopes, mais conhecido como Queni Lopes, o grupo cover nasceu com o intuito de mostrar o potencial vocal amazonense. Nesta sexta (14), o “Vocal Wonder” lança seu quarto clipe com regravações. O próximo vídeo contará com a versão de “A começar em mim”, do Vocal Livre.

Presente nas redes sociais desde julho deste ano, o grupo já fez versões de canções internacionais e nacionais, entre elas “Eles se amam”, do Vocal Livre. A formação dos 16 artistas (dos quais 11 vocalistas, com classificações vocais variadas) aconteceu após a realização do vídeo cover da música do cantor e compositor britânico no canal do Youtube de Queni. “Chamei meus amigos e minhas irmãs pra gravar e, depois desse vídeo, vimos que havia uma grande possibilidade de oficializarmos um grupo”, descreveu.



O cantor independente – que já participou do Coral Jovem Adventista, do Coral New Request e do Trio Melody – fala que o nome “Wonder” foi escolhido por estar relacionado ao fato de que todos os integrantes concordam que a música é uma das maravilhas da vida. “Consumir música é se maravilhar todos os dias, de diferentes formas”, destacou. Nesse cenário, a proposta do coral é fazer com que a população local reconheça as potências vocais da região e ajude o “Vocal Wonder” a desbravar o mundo como representante da terra natal.

Sem um estilo definido, mas com predominância do soul e da black music, o “Vocal Wonder” conta um repertório diverso (de gospel a pop) e escolhido a dedo, com intuito de passar mensagens positivas. Não por acaso, a primeira música gravada após a oficialização do grupo foi nada mais nada menos que “This is Me”, do musical “O Rei do Show” (2017), que fala sobre respeito, aceitação e diversidade.

“As músicas que cantamos sempre têm uma mensagem muito linda. Nosso principal objetivo é mostrar que, através da música, podemos influenciar positivamente a vida de quem nos ouve com mensagens inspiradoras”, ressaltou.

Família

Influenciado pela família na carreira musical (com um pai que sempre tocou violão e uma mãe que canta na igreja), Queni conta com mais duas irmãs no projeto “Vocal Wonder”: a mezzo soprano Queren Nicole e a soprano Queren Hapuque – justamente quem o instruiu e o direcionou.

O artista de 23 anos, que canta desde os 13, fala que começou a gravar vídeos cantando algumas músicas bem conhecidas e postando nas redes Facebook e Instagram. Quando se deu conta, já tinha um público que sempre o estava ouvindo e pedindo mais, o que resultou no início do canal do Youtube que, coincidentemente, deu o ‘gás’ para a criação do “Vocal Wonder”. “O canal tem crescido bastante e eu estou muito feliz com os resultados”, comentou.

Ficha técnica

1. Queni Lopes – Vocalista (Contratenor)

2. Alexsander Martins – Vocalista (Tenor)

3. Patricio Ribeiro – Vocalista (Tenor)

4. Ezequiel Michiles – Vocalista (Barítono)

5. Airton Martins – Vocalista (Tenor)

6. Alice Melo – Vocalista (Contralto)

7. Ludmilla Dantas – Vocalista (Contralto)

8. Queren Nicole – Vocalista (Mezzo Soprano)

9. Queren Hapuque – Vocalista (Soprano)

10. Rebeca Navarro – Vocalista (Soprano)

11. Denize Marialva – Vocalista (Soprano)

12. Alexandro Alves – Violonista

13. Luis Weliton – Tecladista

14. Ediel Silva – Baixista

15. Aldair Santos – Baterista

16. Filipe Silva – Violonista

17. Edely Beatriz – Marketing

Repórter

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.