Publicidade
Entretenimento
Vida

Vocalista do Sonata Arctica fala sobre expectativas para o show em Manaus, dia 24/02

Banda finlandesa de heavy metal faz seu primeiro rasante na capital baré por conta da turnê "Pariah's Child", a maior já feita na América Latina 15/01/2015 às 10:33
Show 1
Integrantes sairão de um inverno rigoroso de -30º direto para o verão brasileiro
Loyana Camelo Manaus (AM)

Eles vêm de um País cujas temperaturas chegam a atingir -30º este mês e desembarcam no Brasil justamente na época de um verão estridente. O choque térmico eles já esperam, no entanto, a vinda terá um quê especial: a primeira vez na quente e úmida capital amazonense. Manaus é uma das cidades brasileiras a receber a atual turnê da banda de heavy metal finlandesa Sonata Arctica, uma das mais respeitadas do estilo em todo o mundo. O show, marcado para 24 de fevereiro, deverá mesclar os dois álbums mais recentes - “Pariah’s Child” e “Ecliptica Revisited”, sendo o último uma releitura do trabalho mais icônico do grupo.


Apesar de ambos terem sido lançados em 2014, os dois são bem diferentes. “Ecliptica Revisited” é a regravação de “Ecliptica”, este, de 1999. As faixas são as mesmas, porém, com peso diferente tendo em vista que a formação já não é mais a mesma daquela época. O Sonata Arctica resolveu, como diz o título, revisitar o trabalho por conta do aniversário de 15 anos do lançamento. Já “Pariah’s Child” é quase o oposto em termos sonoros porque é metal de raiz. As palavras são do vocalista da banda, Tony Kakko, que falou com exclusividade com A CRÍTICA via e-mail.

“Muita gente achava que resgatar nossas raízes significaria voltar para o estilo de ‘Ecliptica’ mas isso é algo que não vai acontecer. De qualquer forma, “Pariah’s Child” é metal. Uma grande mudança do tom mais rock de “Stones Grow Her Name” [disco anterior, de 2012]. Gosto de variedade”, afirmou.

O repertório em solo amazonense, segundo Kakko, será uma mescla do clássico e do novo. “Sei que a ênfase vai ser no ‘Pariah’s Child’ e ‘Ecliptica’ porque são nossos últimos lançamentos. Tenho certeza que os fãs de Manaus também gostam de ouvir coisas mais antigas”, adiantou.

20 anos de carreira

O Sonata Arctica carrega consigo já duas décadas de estrada. Foram muitos shows ao redor do mundo, muitas entradas e saídas de integrantes, muitos climas diferentes. A turnê que desembarca agora para a América Latina é um marco na carreira dos finlandeses, pela suntuosidade e abrangência.

O vocalista compara com a situação atual com a primeira turnê do Sonata. “E pensar que antes de embarcamos na nossa primeira turnê europeia, em 2000, eu apenas havia saído da Finlândia para visitar a Suécia e Noruega. Suécia não causa tanto impacto já que moramos a 25km da fronteira... Hahaha”, conta, bem-humorado.

Dois extremos

Seria impossível não perguntar como soa a ideia de sair de um inverno rigoroso para o extremo contrário. Ironicamente, Tony Kakko diz se considerar uma “pessoa do inverno”.“Amo frio e neve limpa. Posso viver com muito mais facilidade assim do que com o calor. Então esse aspecto da viagem não é algo que eu esteja particularmente ansioso. Mas, por um curto espaço de tempo, será bom aproveitar o calor. Não sei muita coisa de Manaus, então será uma jornada interessante”, pondera.

Os finlandeses já estiveram diversas vezes em nosso País e conhecem bem o fanatismo do público metal daqui. “Os shows são sempre incríveis! Os fãs são barulhentos e de sangue-quente. Isso nos dá um gás extra. Tivemos também memoráveis dias de folga. Os restaurantes são ótimos, a comida é maravilhosa. Eu vi menos de uma fração de todo esse lindo País, ainda quero ver mais! Feliz de adicionar Manaus à lista de lugares visitados!”. E encerra com um entusiasmado convite. “Mal podemos esperar para ver e ouvir vocês, meus amigos! Será uma noite memorável para nós. Espero que vocês nos acompanhem. Até mais!”.


TRÊS PERGUNTAS:
Eric de Haas, CEO da Dynamo Produções (responsável pela turnê Latinoamericana do Sonata Arctica)

1) Como está a agenda da turnê “Pariah’s Child”?A turnê é a maior que a banda já fez na América Latina. Foram mais de 6 meses de trabalho para a montagem de tudo. Serão 18 shows ao total em cinco semanas, passando por 10 cidades no Brasil além de Argentina, Chile, Bolívia, Peru, Colômbia e México.

2) O Sonata já veio diversas vezes ao Brasil. A que se deve tantos convites? O Sonata Arctica está crescendo no mundo todo e tem agradado em suas apresentações aqui na América Latina. A reação positiva do público tem aumentado a vontade de ainda mais pessoas irem aos shows. Com isso, produtores de cidades “novas” aonde a banda não tocou ainda se interessam e a procura aumenta.

3) A estrutura de show em Manaus será igual a dos demais shows do Brasil? Sim, tudo vai ser igual. Estamos viajando com uma parte essencial do equipamento. Além disso, Manaus tem os melhores equipamentos locais disponíveis, o que garantirá um ótimo resultado.


SERVIÇO:
o quê: Show do Sonata Arctica - turnê “Pariah’s Child”
quando: 24 de fevereiro, 20h (abertura dos portões)
onde: Tatau Show Clube (Avenida Tefé - Japiim)
quanto: R$ 90 (1º lote)
info: www.planetarockmanaus.com.br / site.ingresse.com/ingressos-sonata-arctica





Publicidade
Publicidade