Publicidade
Entretenimento
Exaltação

Zezinho Corrêa canta a obra de Roberto Carlos no Teatro Amazonas

“Vou apresentar as músicas que fizeram sucesso na voz de Roberto. Não são músicas de composição dele, mas são músicas que ele gravou e que fizeram sucesso”, confessa Corrêa, em entrevista ao BEM VIVER 15/04/2016 às 18:51 - Atualizado em 15/04/2016 às 18:52
Show zez
O intérprete planeja a apresentação há três anos
Laynna Feitoza Manaus (AM)

O show retratará uma passagem de músicas que o homenageado viveu, em várias épocas. Estamos falando do cantor Roberto Carlos, que terá sua obra celebrada pelo cantor Zezinho Corrêa hoje (15), às 20h, no Teatro Amazonas. Intitulado “Zezinho Correa e as canções do rei Roberto Carlos”, o projeto vai mostrar os principais sucessos do rei na voz do intérprete amazonense.

“Vou apresentar as músicas que fizeram sucesso na voz de Roberto. Não são músicas de composição dele, mas são músicas que ele gravou e que fizeram sucesso”, confessa Corrêa, em entrevista ao BEM VIVER. As músicas vão respeitar uma espécie de cronologia. “Começando com a Jovem Guarda, onde canto a música ‘Quero que tudo vá pro inferno’, passando pelos momentos de mudança. Aí vem ‘Detalhes’, ‘Emoções’, ‘Cavalgada’, e músicas que foram sucesso interpretadas por ele”, conta Zezinho, acerca do seu repertório.

O cantor destaca que sempre admirou o trabalho de Roberto. “O trabalho, a perseverança, a dedicação, sempre admirei muito. Eu gostava mesmo das músicas dele na voz de outros cantores, como Maria Bethânia, Joana, Jota Quest – de quem sou fã também. Isso me encantou. Não que seja diferente na questão dos arranjos, pois são os mesmos, mas diferentes na interpretação. Na sexta, será eu na minha identidade interpretando as canções dele. Gosto da forma que ele interpreta, em como ele vai longe com esse trabalho. E eu também gosto de ser assim”, pontua Zezinho.

Planejamento

Zezinho conta que esse projeto existe há três anos. “Mas comigo demorou um pouco pra sair porque planejei cada detalhe. Minha preparação acontece há três anos. Além de eu planejar, minha agenda é cheia”, coloca o cantor. O show tem a direção de Márcio Braz, e a produção de João Santana, antigo empresário do Carrapicho. “Toda a negociação foi dele”, lembra Corrêa, afirmando que se considera um cantor que gosta de cantar vários ritmos. “Eu confio muito neles dois”.

O intérprete aproveita para falar sobre o que foi combinado com direção e produção do show. “O que pensamos foi o seguinte: eu adoro fazer tudo no palco. Quando eu falo tudo é cantar, dançar e interpretar. Mas, conversando, vimos que chegou o momento do cantor mostrar a voz e a interpretação, e uma interação com a plateia. Porque quando a gente se dedica muito no palco, faz um momento cênico que seja comunicativo, que seja bom de ver. A ideia é fazer as pessoas cantarem juntas. Cantarem músicas de amor e que vão ficar na mente”, assegura ele.

Surpresas

Corrêa adianta desde já que, na apresentação, não dançará. Mas entrega quem fará isso por ele. “Terei uma movimentação cênica. Eu estou levando uns bailarinos antigos do Carrapicho, e eles vão fazer uma participação na música ‘Amor Perfeito’. Eles foram coreografados e vão fazer uma apresentação. Mas é o único momento do show que tem [isso]. O resto está sobre a responsabilidade do cantor. Essa proposta aceitei de imediato”, celebra ele.

Questionado sobre se vai interpretar alguma música de Roberto Carlos com roupagem amazônica, ele aponta que 95% do repertório do show está em seu formato original de arranjos. “Mas tem umas surpresas sim, na música ‘Amor Perfeito’, com os bailarinos. Ela será relida de uma forma diferente. E terá mais duas nesse formato”, revela.

Serviço

o quê: Show “Zezinho Correa e as canções do rei Roberto Carlos”

onde: Teatro Amazonas (Rua 10 de Julho, Centro)

quando: hoje (15), às 20h

infos: 3238-2944

Publicidade
Publicidade