Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Buzz

Zilu usa traição para pedir uma bolada a Zezé Di Camargo em divórcio, mas desiste após acordo

Cantor deve assinar a separação definitiva nos próximos dias; negociações sobre o valor do acordo se arrastam desde 2012, devido à recusa do sertanejo em ceder imóveis e fazendas e pagar uma indenização


30/06/2014 às 16:19

Zezé Di Camargo vai finalmente assinar nos próximos dias o divórcio de Zilu. Mas, de acordo com o jornal “Extra”, não se livra de uma bolada exigida pela ex-mulher. Desde 2012, quando se separaram, eles vêm negociando um acordo financeiro satisfatório para ambos, mas não conseguiam chegar num denominador comum por conta das inúmeras exigências da mãe de Wanessa, que incluía, inicialmente, uma boa quantia em dinheiro, imóveis, fazendas e também direitos às participações nos lucros da marca Zezé Di Camargo. Após muitas discussões, os advogados de ambos chegaram a um acordo e convenceram Zilu a reavaliar suas exigências.

Ela também havia pedido uma alta indenização pela exposição que foi obrigada a sofrer, após o cantor assumir o romance que vinha mantendo às escondidas, havia nove anos, com a jornalista capixaba Graciele Lacerda. Zilu chegou a incluir nos arquivos do processo do divórcio provas de infidelidades do sertanejo, inclusive a confissão de Graciele, confirmando na rede social Instagram, na semana passada, o tempo de namoro com o cantor.

Por ora, a paz entre eles está selada. E parece que Zilu anda bastante satisfeita com a bolada que vai levar para deixar de ser, definitivamente, a senhora Zezé Di Camargo.

publicidade
publicidade
Motoristas do Amazonas vão poder parcelar IPVA atrasado em até 12 vezes
Prefeitura começa a demolir imóveis para obras na avenida Constantino Nery
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.