Domingo, 21 de Julho de 2019
Especiais

'Caprichoso foi audacioso nesta terceira noite', diz Márcia Baranda

Em entrevista exclusiva ao portal A CRITICA.COM, a presidente do boi azul e branco diz que aguarda confiante o bicampeonato



1.jpg Márcia Baranda cumprimenta o boi Caprichoso
30/06/2013 às 23:42

Um boi audacioso, para cima e dinâmico. Foi como a presidente do Caprichoso, Márcia Baranda, descreveu as três noites do boi azul e branco na arena do Bumbódromo de Parintins. O boi do curral Zeca Xibelão abriu a terceira noite do festival.

Segundo Márcia, as três apresentações do boi a deixaram confiante na vitória. “Se for pelo que nós apresentamos, o resultado será positivo, se Deus quiser”.

Em dezembro do ano passado, uma assembleia geral de sócios do Caprichoso prorrogou o mandato da atual presidente até o ano de 2016. A decisão foi derrubada na Justiça.

Nos bastidores, o que se comenta é que em caso de vitória Márcia convocaria nova assembleia e proporia novamente a prorrogação. Em entrevista ao Portal A Crítica, a presidente disse que não pensa em eleição.

A seguir, trechos da entrevista da presidente do Boi Caprichoso.

Sua avaliação da apresentação do Boi Caprichoso?

Não só essa noite, mas nas três, colocamos na arena o que nós projetamos, mesmo com todas as adversidades, dificuldades financeiras e internas. Conseguimos colocar nesse festival um boi audacioso, para cima, dinâmico. Agora tenho que agradecer a Deus, a todos os brincantes, enfim, a todos que direta e indiretamente ajudaram o Caprichoso a entrar na arena do Bumbódromo e fazer esse grande espetáculo para Parintins e para o mundo.

Qual o tamanho da confiança na conquista do título?

Se for pelo que nós apresentamos, o resultado será positivo, se Deus quiser.

O Caprichoso aprovou as mudanças realizadas no Bumbódromo?

Tenho que agradecer o governador Omar (Aziz) por ter tido peito de fazer essa reforma do Bumbódromo, onde a acessibilidade foi priorizada. Você ver a estrutura de iluminação e som sensacional. Isso ajuda o espetáculo. Nós temos que ter consciência que o Festival de Parintins é o indutor da economia do município. E o governador sabe como isso é importante para o município.

A apresentação lhe dá confiança para brigar para permanecer na presidência do Boi Caprichoso?

Não estou pensando em eleição. O que penso é em colocar o boi na arena, na vitória, e só depois vamos pensar em eleição.

Uma assembléia geral de sócios do Caprichoso convocada, em dezembro do ano passado, pela atual diretoria, prorrogou o mandato da atual presidente, Marcia Baranda, até o ano de 2016, mas uma decisão em primeira instância proferida pelo juiz da 3ª Vara da Comarca, Antônio Itamar Gonzaga,  derrubou a decisão. Márcia não recorreu. Contudo, nos bastidores, o que se comenta é que em caso de vitória a presidente convocaria nova assembléia e proporia novamente a prorrogação, de mais três anos, seguindo, desta vez, detalhadamente o que diz o estatuto. Um plano B seria indicar um nome de peso do grupo para entrar na briga pela presidência. Márcia não fala sobre eleição. No boi azul e branco não é permitida a reeleição. Numa eventual derrota, a candidatura de Rossy ganharia força. O ex-presidente Joilto Azêdo está sendo convencido por amigos para também sair candidato.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.