Sábado, 28 de Novembro de 2020
Especiais

Falta de pagamento ameaça apresentação do boi Garantido no Festival de Parintins

Compositores alegam que se não receberem até quinta-feira (28), eles irão entrar com um mandado de segurança contra o Garantido



1.jpg Segundo ensaio técnico da segunda noite do Garantido no bumbódromo
27/06/2012 às 19:36

Alguns compositores do boi Garantido prometem entrar com um mandado de segurança na Justiça do Amazonas para impedir que o bumbá vermelho e branco não toque algumas toadas do álbum 'Tradição de 2012'. Eles exigem que o bumbá pague os direitos das músicas que tocam na arena, a porcetagem de 8% na comercialização das mídias do boi e repasse de R$ 2 mil que é pago por toada.

Os compositores não quiseram ser identificados. A ação pode comprometer a apresentação do bumbá e até mesmo o 47º Festival Folclórico de Parintins.



De acordo com eles, todo ano os compositores são prejudicados com essa situação, pois os músicos são barrados na arena, não ganham ingressos e as vezes precisam até gastar nas demos dos DVDs e CDs do boi vermelho.

Segundo os compositores, no contrato com o Garantido, o pagamento seria feito, após 60 dias depois que o 'Tradição' fosse lançado.

O último contato que os compositores tiveram com o setor financeiro do Garantido foi nesta quarta-feira (27), mas o boi vermelho disse que ainda está esperando o repasse que a Band vai dar para os dois bumbás.

A assessoria de comunicação do Garantido informou que até esta quinta-feira (28), esse dinheiro pode ser repassado para os compositores. Segundo ela, tudo vai depender do repasse financeiro da rede Bandeirantes. Eles também explicam que o boi não vai deixar de pagar os valores aos compositores.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.