Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019
Especiais

Fotógrafo do Garantido é agredido por fiscais do Caprichoso

Um fotógrafo do boi Garantido, identificado como Eduardo, foi agredido por fiscais do Caprichoso, segundo afirmação da direção do boi vermelho, quando fotografava a apresentação do bumbá azul



1.jpg Confusão na arena do bumbódromo
01/07/2012 às 01:19

Um fotógrafo do boi Garantido, identificado como Eduardo, foi agredido por fiscais do Caprichoso, segundo afirmação da direção do boi vermelho, quando fotografava a apresentação do bumbá azul. A confusão começou na arena no início da apresentação do Caprichoso, no 47º Festival Folclórico de Parintins, e foi parar na sala do secretário de Estado de Cultura, Robério Braga.

Os presidentes dos bois Garantido e Caprichoso, Telo Pinto e Márcia Baranda, respectivamente conversaram durante 20 minutos com Robério. Ambos tentavam convencer o secretário sobre quem tinham razão. A conversa parecia que terminaria em impasse e Robério chegou a afirmar que o caso seria resolvido pela Justiça. O objetivo da tentativa de acordo mediada pelo secretário era evitar um pedido de impugnação da apresentação do bumbá azul por conta da agressão. 



No entanto, após analisarem o regulamento do festival os presidentes chegaram à decisão de não levar a situação adiante.

A conversa ocorreu quando a apresentação do Caprichoso marcava 35 minutos. Apesar da confusão, a apresentação do boi da estrela na testa não sofreu nenhum prejuízo ou atraso. Márcia Baranda, que perdeu 20 minutos da apresentação do bumbá que preside, saiu da sala e preferiu não comentar o assunto. Já o presidente do Garantido, Telo Pinto, classificou a medida do Caprichoso de “manobra desesperada” para tentar prejudicar o bumbá vermelho.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.