Publicidade
Especial
Desafio para artistas dos bumbás

Nova estrutura do bumbódromo desafia criatividade de artistas parintinenses

No Garantido, artistas vão brincar com a nova estrutura do Bumbódromo 26/06/2013 às 11:21
Show 1
Boi vermelho e branco promete 'brincar' com nova estrutura do bumbódromo
Mariana Lima Parintins

Característica fundamental para o sucesso do Festival de Parintins, as alegorias dos bois Garantido e Caprichoso foram obrigadas a sofrer ajustes para atuarem na arena este ano. A reforma do Bumbódromo, que alterou os espaços de apresentação dos bois, forçou os artistas parintinenses a abusarem da criatividade para não perder a majestade das alegorias.

Artista de ponta do Boi Caprichoso e reconhecido pelos movimentos surpreendentes nos módulos alegóricos assinados por ele, Rogério Azedo afirmou que o planejamento antecipado será a chave para o sucesso do boi azul e branco.

“A gente se adaptou bem cedo a nova estrutura do Bumbódromo, preparando as maquetes em cima do novo espaço. Crescemos as alegorias, mas no limite em que nos foi exposto pelo engenheiro. Abusaremos, por exemplo, do espaço que cresceu para frente das alegorias, onde fica a Marujada. Assim não iremos reduzir a grandiosidade do evento”, disse Rogério.

Prudência também é a palavra de ordem no galpão do Caprichoso. Segundo Rogério, o Conselho de Artes do boi definiu que as alegorias deste ano cheguem, no máximo, aos 17 metros de altura, quatro metros a menos do que o permitido com a nova estrutura metálica.

“Vamos apostar nas surpresas dos módulos. Esse ano estamos com um projeto incrível. Eu, por exemplo, tenho o maior desafio da minha carreira. Vai ser maravilhoso!”, promete Rogério.

Membro da Comissão de Artes do boi vermelho e branco e responsável por um dos carros alegóricos do Garantido, Junior de Souza afirma que este ano o boi pretende arriscar.

O artista do Garantido afirmou que a alegoria de responsabilidade dele terá 19 metros, apenas dois abaixo da altura do arco localizado no centro da arena. “A vida existe para corrermos riscos, certo? Eu já coloquei anteriormente uma alegoria de 19 metros de altura e vamos repetir. A alegoria vai ficar quase encostando, brincando mesmo com a estrutura. Vamos ousar”, disse Junior.

Desafio

É unanimidade entre os dois artistas que as novas dimensões da arena vão provocar a criatividade dos artistas parintinenses e uma mudança na forma de fazer o festival.

“Cada artista que faz boi quer fazer alegorias cada vez mais evoluídas. A partir deste ano teremos mais desafios e teremos que buscar novos conceitos”, disse Rogério.

O artista vermelho e branco concorda com as mudanças: “Agora vamos buscar um novo formato, estudar novas formas. Quem sabe futuramente essa nova estrutura sirva de suporte para dar uma nova cara ao festival?”, indaga.

Futuro

E para quem acha que depois de 100 anos a criatividade dos artistas parintinenses tende a decair, os artistas rebatem afirmando que a nova estrutura irá contribuir para as futuras apresentações.

“No primeiro ano nós não podemos fazer uso deste arco. Mas já estamos fazendo planos para o futuro de como usá-lo. É na dificuldade que nós temos que buscar para tirar proveito. O que hoje pode nos ser um entrave hoje poderemos tirar uma lição amanhã, não é?” conclui Junior de Souza rindo.  A criatividade dos artistas de Parintins não tem limites!

Publicidade
Publicidade