Publicidade
Especial
Especiais

Operação Boi-Bumbá: Prefeitura acelera obras em Parintins a uma semana do festival

Município assegura que vai ter água e energia para que não haja problemas durante o festival. Operação taba-buracos também está sendo realizada 24/06/2013 às 10:54
Show 1
Ruas próximas ao Bumbódromo já foram recuperadas
JHONNY LIMA ---

Faltando cinco dias para a abertura do 48º Festival Folclórico de Parintins o município prepara sua infraestrutura, bem como os serviços de fornecimento de água e energia para que nenhum imprevisto aconteça antes, durante e nem depois do festival. Para isso, a Secretaria de Obras (Semosb) de Parintins, a Eletrobrás Amazonas Energia e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) realizam ações emergenciais para garantir o sucesso do centenário dos bois Garantido e Caprichoso.

A Semosb de Parintins está coma operação de taba-buracos em várias ruas do município que estão em situações precárias. A área ao redor do bumbódromo já recebeu o serviço de tapa-buracos, entretanto, várias ruas da periferia nem asfalto têm. “Estamos com o serviço (tapa-buracos) adiantado, mas lógico que não estará 100% concluído até o dia do Festival. Depois voltamos para fazer a revisão”, declarou o secretário municipal de obras, Francisco de Assis Furtado, ao acrescentar que os serviços incluídos estão a troca das luminárias queimadas, implantação de novas onde não há e pinturas de meio-fio, calçada e árvores.

Falta d’água?

Outro problema que tem causado transtorno a muita gente é o fornecimento de água. O diretor da Saae,Valdo Santos, afirma que este ano a cidade não ficará desabastecida. Segundo ele, foram investidos R$ 200 mil em equipamentos. “Foi realizado serviços de prevenção de limpeza de poços e trocas de fiação, bombas e de tubulação”, frisou Santos.

De acordo com Valdo Santos, o bumbódromo tem capacidade para armazenar 600mil litros de água e durante os três dias de apresentações, serão colocados na orla e próximo aos palcos alternativos de Parintins. São 25 pontos, com chuveiros e torneiras. Uma equipe com 50 pessoas (operadores, encanadores e plantonistas) estarão trabalhando 24h no Saae, no período do Festival.

Energia

Com uma reserva de 50% além do consumo, a Eletrobrás Amazonas Energia diz que está preparada para manter o fornecimento de energia durante o festival, sem nenhuma alteração. O Diretor de Geração e Operação para o Interior da empresa, Radyr Gomes, declarou que, para assegurar a normalidade, aumentou a equipe em mais de 100%, o que representa 40 profissionais trabalhando 24h.

“Temos uma barra exclusiva de dentro da subestação geradora até o bumbódromo para que não aja nenhum problema”, destacou Radyr. Ele também ressalta que hospitais e o aeroporto não serão afetados coma falta de energia e que Parintins funcionará com total de 113 megawat de potência.

Publicidade
Publicidade