Domingo, 26 de Maio de 2019
TRADIÇÃO

Andanças de Ciganos completa 43 anos e comemora no meio do povo nesta quarta (16)

Escola de samba vai fazer a festa com evento em frente à sua quadra, localizada na rua Borba, na Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus; agremiação é a segunda mais antiga da cidade



andan_as5_47E8384D-CD33-423A-B043-4F6D833584EF.jpg
Símbolo da escola de samba Andanças de Ciganos, que nesta quarta-feira faz 43 anos de histórias / Fotos: Divulgação
14/01/2019 às 20:07

Uma das escolas mais tradicionais da cidade e a segunda mais antiga do Carnaval amazonense, a agremiação Andanças de Ciganos vai comemorar seus 43 anos este mês literalmente nos braços do povo. Nesta quarta-feira, dia 16, a partir de 20h, os Ciganos vão fazer uma festa na rua Borba, na Cachoeirinha, Zona Sul, em frente à sua sede, com a apresentação da sua corte glamurosa e a participação de baterias convidadas como a Vila da Barra e Mocidade Independente de Aparecida. 

A corte vem reformulada e é composta pela Rainha de Bateria Rayssa Santos (terceira coloca do concurso Peladão a Bordo), a Madrinha Vanessa Lima e pela Musa de Bateria Úrsula Freitas.

“Esse evento vai ser especial em homenagem aos nossos 43 anos de fundação e sendo a segunda escola de samba mais antiga. Além da apresentação da corte glamurosa também teremos a participação especial das baterias da Vitória Régia e da Aparecida, e encerrando a noite de festa com a apresentação dos grupos Pagode dos Mestres e Zé Mário e a Rapaziada”, comentou o presidente da escola, Vilson Benayon, esperando a participação de entre 1 mil a 1.500 pessoas nesta quarta.


O presidente da Andanças, Vilson Benayon, destacou a tradição da agremiação fundada em 16 de janeiro de 1976 

Ainda na programação de festejos dos seus 43 anos, a Andanças faz, no dia 20, a sua feijoada de aniverário, com atrações como a banda de pagode da casa e escolas de samba convidadas.  
Para este ano a agremiação vermelha e azul do bairro da Cachoeirinha traz o enredo auto-descritível “O Sonho de Ser Um Milionário”. O músico Toninho Júnior, que foi intérprete da escola de samba carioca Salgueiro, vai defender o samba-enredo esse ano.

“A Andanças de Ciganos é reduto de muitos pensadores como por exemplo Simão Pessoa,  entre outros. E tradicional. De 2013 para a escola só vem galgando colocações melhores”, frisa Benayon.

Histórico

A Andanças de Ciganos é a segunda agremiação de samba mais antiga do Estado do Amazonas, tendo sido fundada em 1976, um ano a menos que a Vitória Régia, que nasceu em 1975 no bairro da Praça 14 de Janeiro, também na Zona Sul.

“A agremiação começou como “Bloco do Macacão”, em 1980, e virou escola de samba propriamente dita em 1984, quando ganhou o título no Grupo Especial e vários outros títulos  e estandartes pela TV A Crítica (Rede Calderaro de Comunicação (RCC)”, explicou o presidente Vilson Benayon Filho, presidente da Andanças.

“Em 1991 a Andanças de Ciganos nao desfilou e retornou ao Carnaval no ano 1998, já no grupo de acesso, e em 2013 ganhou o acesso e acendeu para o grupo especial permanecendo até  a presente data, sendo que a cada ano é a escola de samba que mais cresce em Manaus. Ela é considerada, por muitos , a segunda escola do coração de quem já tem escola”, afirmou o dirigente Vilson Benayon Filho.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.