Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
Mesas liberadas

Mocidade de Aparecida realiza ‘Festa da Harmonia’ na próxima sexta-feira (7)

Evento terá como atrações Zé Mário e Todo Mundo, Banda Free Lance e, claro, a Bateria Show da Aparecida. Festa acontece após o ensaio da agremiação que, neste ano, vai trazer para a avenida o enredo "Rituais"



pareca2_79027640-A25C-4A00-A349-694DAC870632.JPG O setor de harmonia é essencial para o bom desempenho de escolas de samba, como a Mocidade de Aparecida, nos desfiles / Foto: Euzivaldo Queiroz/11/02/2018
05/02/2020 às 08:56

Atenção torcedores e simpatizantes da “Pareca”: a direção de Harmonia da escola de samba Mocidade Independente de Aparecida vai realizar na próxima sexta (7), a partir de 22h, a sua tradicional “Festa da Harmonia”. O local é a quadra de ensaios localizada na rua Ramos Ferreira, 102, em Aparecida, Zona Sul da capital.

Os ingressos de pista custam R$ 10 e o lugar no camarote está sendo vendido a R$ 15. Uma notícia boa para quem quiser conferir a festa verde e branca da escola de samba: as mesas estarão liberadas.



A Festa da Harmonia da agremiação terá como atrações Zé Mário e Todo Mundo, Banda Free Lance e, claro, a Bateria Show da Aparecida. O evento acontecerá após o ensaio da agremiação que, neste ano, vai trazer para a avenida, no desfile do Grupo Especial do dia 22, o enredo "Rituais".

“Essa é uma festa tradicional para a escola de samba, principalmente no quesito harmonia, e que acontece todos os anos. É dessa festa que conseguimos custear a camisa do desfile, bem como a locação de rádios para nos comunicarmos na avenida, água mineral para todos os segmentos da agremiação dentro do barracão. Além disso tudo, montamos toda uma estrutura dentro do barracão com divisórias de gradil para comportar cada segmento. A Festa da Harmonia é muito importante para que consigamos fazer tudo isso visando o desfile”, comentou o diretor-geral de Harmonia da Aparecida, Martinho de Oliveira Alves.

Experiente e com a família ligada à Mocidade Independente de Aparecida, ele é filho de um dos fundadores da escola de samba: Jorginho Devagar. O atual presidente, Luiz Pacheco, é seu tio, e ele também é sobrinho de ninguém menos que Zezinho Pacheco (a Aparecida foi criada a partir de dissidentes da Em Cima da Hora, de Educandos, insatisfeitos com o fato de Zezinho não ter sido autorizado a desfilar. Daí os integrantes da ala “Alô, Alô Aparecida”, do qual o pai de Martinho fazia parte, se revoltaram e resolveram fundar a Mocidade).

São 15 anos só participando da harmonia da agremiação, sendo que em 12 anos Martinho ficou à frente da direção de armação da escola. “Na gestão passada fui o diretor financeiro da Aparecida”, destaca.

“A festa é aberta não só para ‘os harmonias” em sí, mas também para toda a comunidade e simpatizantes do samba. Nosso ambiente é climatizado, banheiros confortáveis e temos uma estrutura palco maravilhosa, com som e iluminação e bares com água, refrigerante e cerveja geladas. E vamos aceitar cartão de débito no dia”, acrescenta ele.  

Mais informações podem ser obtidas por meio dos fones 99360-5076 e 99331-1368.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.