Sábado, 04 de Abril de 2020
CAMPEÃ

Beija-Flor é a escola de samba campeã do Carnaval do Rio de Janeiro 2018

Em disputa apertada, a campeã ficou apenas um décimo à frente da segunda colocada, a Paraíso do Tuiuti, a escola que apresentou o “presidente vampiro”



1108465-tanreg_abr_10022018_dsc3660_1.jpg Foto: Arquivo A Crítica
14/02/2018 às 15:13

A escola de samba campeã do Carnaval do Rio de Janeiro 2018 é a Beija-Flor de Nilópolis. A agremiação apresentou o enredo “Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu”, baseado no livro de terror Frankenstein, de autoria de Mary Shelley, que completou 200 anos.

Na obra, um cientista dá vida a uma criatura construída com partes de pessoas mortas, tornando-se uma figura feia. No desfile, a figura foi usada para críticas a problemas sociais como corrupção e desigualdades.



Em uma disputa apertada, a campeã ficou apenas um décimo à frente da segunda colocada, a Paraíso do Tuiuti, que apresentou o tema "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”. O desfile da Tuiuti, inclusive, repercutiu nas redes sociais com o “presidente vampiro” e os manifantes fantoches, fazendo uma associação ao cenário político do país.

As escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro foram avaliadas em nove quesitos: alegorias e adereços, bateria, fantasia, samba-enredo, comissão de frente, evolução, harmonia, mestre-sala e porta-bandeira e enredo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.