Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Especiais

Celebrando a fé brasileira, Garantido quebra acordo e faz apresentação completa no encerramento do Festival

O boi-bumbá encarnado foi prejudicado pela forte chuva apenas em uma alegoria - que apareceu incompleta -, mas isso não foi suficiente para ofuscar a festa que tomou conta do Bumbodromo de Parintins (AM) na terceira e última noite do Festival Folclórico do município amazonense


30/06/2014 às 02:49

Celebrando a brasilidade, o boi Garantido encerrou o Festival Folclórico de Parintins destacando a diversidade cultural, seus sentimentos e patriotismo. Mesmo não contanto pontos, o Boi da Baixa do São José fechou com chave de ouro a apresentação.

Encerrando sua participação à frente do item Sinhazinha da Fazenda, Ana Luisa Faria levou a galera ao delírio com sua última evolução no Boi Vermelho.  A "inigualável galera", por sua vez, vibrou do início ao fim. O boi Garantido, como aconteceu nas noites anteriores, interagiu com o público na arquibancada.



Representando Naiá, Flor das Águas, a Rainha do Folclore, Patrícia de Góes, surgiu da lenda amazônica Vitória Régia e encantou a todos os presentes com seu gingado e beleza.

Defendendo o item Figura Típica Regional, os vaqueiros chamaram a galera para brincar de boi, num momento de festa e do diversão. Ao termino da toada, a cunhã poranga Tatiane Barros desce do alto num coração de palha, também despedindo-se do boi garantido à frente do item.

publicidade

A tribo indígena celebrou a fé com o pajé André Nascimento dando a "deixa" em língua indígena para a toada tema: Celebração da Fé contagiando os milhares de amantes do Boi Encarnado na arquibancada.

No ritual indígena Couro dos Espíritos, último momento da noite, também foi o ápice da apresentação  com diversas figuras dos espíritos das águas, espírito-homem e espíritos andarilhos. Coube ao pajé André Nascimento expulsar os espíritos através do transe musical dos purabs, dos cantos, das danças, das preces e do fumo Pabariká, exaltando a força e o poder que emana dos deuses, encerrando o festival folclórico com um verso do Amo do Boi, Tony Medeiros.

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

publicidade
publicidade
Mais de 400 panes por mês ocorrem em coletivos de Manaus, apontam dados da SMTU
Batucada será homenageada neste sábado (27) no Curral do Boi Garantido
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.