Publicidade
Carnaval
Tradição é isso aí!

Estandarte do Povo vai dar motocicleta para melhor torcida das escolas de samba

Premiação que todos os anos homenageia as melhores agremiações do Grupo Especial de Manaus, e que é prévia da escolha oficial, vai dar uma moto zero quilômetro para torcedores 22/02/2017 às 05:00
Show estandarte2016
Ano passado foi A Grande Família quem levou a moto de melhor torcida / Foto: Arquivo/AC
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Carnaval que se preze tem que ter o Estandarte do Povo de A CRÍTICA, tradicional premiação que todos os anos homenageia as melhores escolas de samba do Grupo Especial de Manaus e que é, anualmente, uma prévia da escolha oficial. Assim como ano passado, a melhor torcida entre as oito agremiações que vão desfilar no próximo sábado, dia 25, no Sambódromo, vai receber uma motocicleta zero quilômetro, confirmou Dissica Tomaz Calderaro, vice-presidente da Rede Calderaro de Comunicação (RCC).

Outra novidade iniciada em 2016 e mantida nesta temporada será a manutenção do quesito “Intérprete”. Além dele, também serão julgados os quesitos bateria, harmonia, fantasia, mestre-sala e porta-bandeira, enredo, samba-enredo e comissão de frente.

A apuração das notas dos jurados (cujos nomes da comissão serão divulgados posteriormente) está confirmada para ocorrer no dia 26, Domingo Gordo, após o desfile das grandes do Carnaval amazonense. A entrega das premiações vai ocorrer dia 4 de março, durante o programa “Central da Folia”, na TV A Crítica, a partir de 11h30.

Assim como em todos os anos, a comissão julgadora do Estandarte do Povo 2017 será formada por profissionais de diversos segmentos, como jornalismo, design, história, artes plásticas que têm envolvimento de alguma forma com o Carnaval, mas sem comprometimento com nenhuma escola, ou seja, serão amantes da folia, mas sem paixão.

O vice-presidente da RCC ressaltou a expectativa que o Estandarte do Povo de A CRÍTICA gera no mundo do samba. “Em todas as quadras que eu visitei percebi que as pessoas ficam na expectativa pelo Estandarte do Povo, que é a forma da Rede enaltecer o trabalho de artistas que não são reconhecidos pelo Carnaval. São elas que constróem o Carnaval e precisam ser reconhecidas, e não há uma coisa melhor para isso que p Estandarte. Nós reconhecemos essas pessoas. Nossa vontade é de poder manter essa comunidade do samba e que trabalha e dá duro motivada”, comentou Dissica.

Ele lembra que, quanto à premiação da melhor torcida, que vai levar a motocicleta, é importante destacar que os torcedores não serão avaliados apenas no momento do desfile das suas agremiações, mas também por não “arredarem o pé do Sambódromo nem com sol e nem debaixo de chuva, torcendo em paz, com civilidade, e mostrando seus adereços e suas cores” nas arquibancadas. 

Carnaval motivado

Sobre a satisfação de participar do processo de elaboração do Estandarte do Povo, Dissica Tomaz Calderaro comentou que o sentimento maior é de manter motivado o Carnaval, “e reconhecer e retribuir um povo do samba que é movimentado à paixão e que leva alegria e não perdem a esperança mesmo nestes anos difíceis". "As pessoas esquecem dos seus problemas para curtirem o Carnaval e celebrar a vida. Elas estão motivadas e estamos aqui para aplaudir essas pessoas”, contou Dissica.

Frase

O Estandarte do Povo é a forma da RCC enaltecer o trabalho de artistas que não são reconhecidos pelo Carnaval” (Dissica Tomaz Calderaro, Vice-pres. da Rede Calderaro de Comunicação (RCC))

Em números

4

De março é a de entrega do Estandarte do Povo para as escolas premiadas segundo a comissão julgadora que será definida pela Rede Calderaro (RCC).

Premiação respeitada pelas escolas

Criada  na década de 1970 por iniciativa do fundador da RCC, jornalista Umberto Calderaro Filho, a premiação teve como campeã no ano passado a Reino Unido da Liberdade que, por sua vez, dividiu com a Mocidade de Aparecida o título oficial do Carnaval da Comissão Executiva das Escolas de Samba de Manaus (Ceesma).

Em 2016 a motocicleta para a melhor torcida foi da A Grande Família. Entre outros prêmios, o intérprete foi Agnaldo do Samba (Andanças de Ciganos) e o estandarte de bateria com a Aparecida.

“As escolas aguardam ansiosamente o Estandarte do Povo pois a premiação é respeitada pelas agremiações, que comparam os resultados com a apuração da Ceesma. E desde que retomamos o Estandarte os nossos resultados sempre foram justos, com alguns anos tendo resultado similar ao oficial e, em outros, ficou muito similar ao voto oficial”, destaca Paula Vieira, diretora de Marketing da RCC.

Ordem do desfile das grandes

Oito escolas do Grupo Especial vão lutar pelo Estandarte do Povo de A CRÍTICA e pelo título oficial da Comissão Executiva das Escolas de Samba de Manaus (Ceesma): Sem Compromisso (20h-21h10), Andanças de Ciganos (21h20–22h30), U. do Alvorada (22h40–23h50), Reino Unido (0h–1h10), Aparecida (1h20–2h30), A Grande Família (2h40–3h50), Vitória Régia (4h–5h10) e Vila da Barra (5h20–6h30).

Publicidade
Publicidade