Publicidade
Carnaval
Especiais

Farra com o cotão

Maioria dos deputados estaduais do Amazonas gastou R$ 544 mil da cota para o exercício parlamentar durante as férias 09/02/2013 às 22:01
Show 1
Assembleia Legislativa do Amazonas
Lúcio Pinheiro Manaus (AM)

Em pleno recesso parlamentar, 21 dos 24 deputados estaduais do Amazonas gastaram R$ 544,6 mil com a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap). Apelidada de “cotão”, a Ceap é uma ajuda de custo destinada a bancar despesas dos parlamentares como passagens aéreas, telefonia, material de expediente, locação de imóveis e combustível.

Segundo consulta realizada no site da Secretaria do Estado da Fazenda (Sefaz), no mês de janeiro, período em que não houve atividade parlamentar na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), o deputado Ricardo Nicolau (PSD) liderou em gastos. Então presidente da ALE-AM, Nicolau gastou R$ 97,2 mil da Ceap.

O segundo  maior gasto do cotão ficou com a deputada Vera Lúcia Castelo Branco (PTB). De acordo com o Sefaz, ela recebeu  um depósito de R$ 50 mil como ressarcimento referente à despesas realizadas no período em que as atividades parlamentares estavam paralisadas.

Até sexta-feira,  a ALE-AM não registrava em seu no portal da transparência (www.aleam.gov.br) o detalhamento das despesas dos deputados com a Ceap no mês de janeiro. O portal da Sefaz informa apenas os valores empenhados (primeira fase do processo de pagamento), liquidados e pagos.

Outro parlamentar que não economizou o cotão durante as férias foi o deputado de oposição Marcelo Ramos (PSB). A Sefaz registrou no mês de janeiro o repasse para ele de R$ 36,4 mil. Orlando Cidade (PTN) e Adjuto Afonso (PP) também não hesitaram em gastar R$ 22,8 mil, cada, no mesmo período.

Os R$ 22,8 mil gastos por Orlando e Adjuto é o limite que cada deputado tem direito por mês de Ceap. Como o valor que não é gasto no mês acumula para o próximo, parlamentares como Ricardo Nicolau, Marcelo Ramos e Vera Lúcia registraram gastos em janeiro bem superiores aos R$ 22,8 mil.

No início de cada ano, a  ALE-AM, empenha R$ 273,6 mil para cada deputado. Esse valor corresponde à multiplicação de R$ 22,8 mil por 12 meses. O cotão consome por ano R$ 6,5 milhões.

Em janeiro, apenas a deputada Conceição Sampaio (PP) e os deputados José Ricardo Wendling (PT) e Francisco Souza (PSC) não apresentaram gastos com o cotão, segundo o portal transparência da Sefaz.

Além dos R$ 22,8 mil mensais de Ceap e R$ 20 mil de salário, os deputados estaduais recebem mais R$ 3,2 mil para pagar contas de telefone celular no final do mês, mais R$ 70 mil de verba de gabinete e R$ 40 mil de auxílio-paletó.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).

Publicidade
Publicidade