Publicidade
Carnaval
Especiais

Final Feminino no Peladão Brahma: Salcomp inicia bem, mas Apolo vira e leva seu 3º título

Uma das craques da partida e autora dos dois gols, Karen guardava na bagagem o vice campeonato em 2014 e o título deste ano tem gosto mais que especial para ela. “Sempre faço gol. Mas fazer dois numa partida, e na final é muito difícil e complicado. Fui feliz, tive a chance e concluí 20/12/2015 às 17:17
Show 1
De virada, Apolo Clube supera a Salcomp por 2 a 1 e sagra-se campeã da categoria Feminino do Peladão Brahma 2015
Jhonny Lima Manaus (AM)

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Deu Apolo Clube a campeão do Peladão Brahma na categoria Feminino após vencer, de virada, as boleiras da Salcomp por 2 a 1, com destaque para a jogadora Karen Barros, autora dos dois gols da equipe campeã. Com o resultado, o Apolo chega ao seu terceiro título no maior campeonato de peladas do mundo, todos no comando do técnico Márcio Carvalho.
 
O palco da disputa foi o estádio Roberto Simonsen (Sesi), neste domingo, e o Apolo iniciou o jogo partindo pra cima da Salcomp. Com mais posse de bola, a equipe teve a primeira oportunidade de gol logo aos 5 minutos, com Karen, mas quem abriu o placar foi o time adversário, com Sara aos 12 minutos. A camisa 21 avançou pela direita e ao cruzar na direção do gol a bola entrou no ângulo, sem chances para a goleira Maria Wilce.
 
A Salcomp mal teve tempo para comemorar porque logo em seguida o Apolo empata com gol de falta da jogadora Karen. As comandadas do técnico Márcio Carvalho dominaram quase toda a primeira etapa e ainda deu tempo de virar o jogo, aos 21 minutos, durante o toque de bola no ataque entre Karen  e Larissa que terminou com a bola no gol.
 
Na volta do intervalo a Salcomp retornou mais disposta e determinadas a correr atrás do prejuízo, mas as jogadoras não estavam em sincronia e não conseguiam concluir as jogadas.  Por sua vez, o Apolo administrou  o tempo até o término da partida. Com o resultado, o Apolo chega ao terceiro título do Feminino e festa garantida para ao time representante do bairro do Petrópolis, Zona Sul.
 
“Nosso time jogou com vontade e raça. Fizemos os gols na hora certa. Só tenho a agradecer a Deus e a todas as meninas que acreditaram no nosso trabalho”, comemorou o treinador.
 
Uma das craques da partida e autora dos dois gols, Karen guardava na bagagem o vice campeonato em 2014 e o título deste ano tem gosto mais que especial para ela. “Sempre faço gol. Mas fazer dois numa partida, e na final é muito difícil e complicado. Fui feliz, tive a chance e concluí. A emoção é grande porque enfrentamos uma rival, não nos damos muito bem com algumas, mas é isso aí. Somos campeãs e vamos comemorar”, Karen
 
A treinadora da Salcomp, Nilce, lamentou a derrota e disse que faltou maturidade e competência para a equipe chutar e fazer  gols. “Nosso time não chuta, só quer se defender. Só ganha quem faz gols”, finalizou.

Publicidade
Publicidade