Domingo, 18 de Agosto de 2019
CHEGOU O DIA DA ALEGRIA!

Fique por dentro do que as escolas do Grupo Especial de Manaus levarão para a avenida

A primeira escola a pisar na avenida do samba será a Primos da Ilha e a última Aparecida. Desfile começa às 20h no Sambódromo



umberto_2837DAD6-503B-45A7-A094-1598131ECE4E.JPG O fundador da RCC, Calderaro, no histórico desfile de 1995 da Vitória Régia. Foto: Euzivaldo Queiroz/27-02-1995
02/03/2019 às 09:00

A partir das 20h deste sábado (2) as grandes escolas do Carnaval amazonense vão mostrar todo o seu arsenal de surpresas guardadas a sete chaves por meses e meses nas quadras e barracões de alegorias. Na passarela do samba do Centro de Convenções (Sambódromo), as agremiações do Grupo Especial vão desfilar esperando o aplauso de um público esperado de mais de 100 mil pessoas. Cor, alegria, fantasia, encantamento, emoção: tudo será festa na apoteose de sambistas natos, abnegados e talentosos que terão o tempo mínimo de 55 minutos e máximo de 70 minutos para desfilar.

Um dos momentos mais esperados será o desfile da Vitória Régia, a mais antiga agremiação carnavalesca em atividade da cidade, que traz como enredo “Tinta nas veias, a verdade nas mãos: n’A Crítica de Calderaro ‘70 Anos’ a voz de uma nação”, em uma homenagem ao jornal A Crítica e a seu fundador, o jornalista Umberto Calderaro.

A escola de samba virá com um total de 3.500 integrantes divididos em 25 alas, com 4 alegorias e 170 destaques de alegoria, uma comissão de frente que promete ser inovadora, 300 ritmistas de bateria e 100 baianas. O horário de entrada é 22h40. Prepare-se para muita emoção da verde e rosa, que reviverá a história de A Crítica e o legado vivo de Umberto Calderaro, fundador da Rede Calderaro de Comunicação (RCC). Antes da Vitória Régia, duas outras escolas de samba tradicionais dão início à programação de desfiles: a Primos da Ilha e a Andanças de Ciganos.

Primos da ilha

 A Primos da Ilha, do bairro São Francisco, começa a festa do Grupo Especial às 20h, trazendo o enredo “Não queremos aceitação, queremos respeito! Se quer falar de cura, cure o seu preconceito!”, num clamor contra a homofobia e a discriminação em suas mais diferentes formas. Serão mais de 2.300 integrantes fazendo coro uníssono no combate ao preconceito nas suas mais diversas configurações.

Andanças de Cigano

Em seguida, às 21h20, será a vez da Andanças de Ciganos, da Cachoeirinha, levar para a avenida do samba o tema “O sonho de Ser um Milionário”.

O primeiro setor vem contando a história do dinheiro, das suas principais evoluções e do sistema político; o segundo fala da minoria representada pelos escravos; o terceiro setor conta sobre a influência do cinema e da TV; e o quarto vai falar da maior riqueza dos 2.800 componentes da escola: a própria Andanças de Ciganos.

Vila da Barra

Vice-campeã do ano passado, a escola de samba Vila da Barra, uma das “emergentes de sucesso” dos últimos anos no Carnaval amazonense, desenvolverá o enredo “Azul e Amarelo são as Cores do Meu Amuleto, Emociona Vila Porque Hoje a Sorte Está ao seu Lado”. Seus 2.900 componentes vão entrar na avenida à meia-noite.

Ao contrário de 2018, quando desfilou com os primeiros raios da manhã de Domingo Gordo, desta vez a agremiação adentra a pista de apresentações do Sambódromo por volta de meia-noite do Sábado Gordo.

O enredo deste ano foi escolhido a partir de comentários de algumas pessoas no qual a escola de samba teria tido “sorte” de ficar em segundo lugar no Grupo Especial.

Reino Unido

Para este desfile, a famosa mãe de santo Mãe Zulmira e toda a afrodescendência característica da Reino Unido da Liberdade surgirão novamente e em grande estilo.

Com “Tambores, Crença e Costumes Afro-Brasileiros – A Benção Mãe Zulmira”, a escola de samba do Morro da Liberdade vai buscar o tetracampeonato entrando no Centro de Convenções às 1h20 já do Domingo Gordo de Carnaval, contando a história da África e relembrando o desfile campeão de 1989, “Mãe Zulmira, o Amanhecer de Uma Raça” - o primeiro título de grande expressão da Reino.

A agremiação tricampeã da Zona Sul da capital amazonense virá com aproximadamente 4.500 componentes.

Unidos do Alvorada

“All-in – Copag pra ver. Na passarela do Samba a Alvorada dá as cartas”, é o enredo da Unidos do Alvorada, retratando a história do famoso jogo de cartas. O enredo vai falar sobre o baralho desde a sua origem e como iniciou, os truques e magias que envolvem as cartas, os jogos virtuais, a Paciência, o hábito de quem joga em computador e destacando a empresa Copag que está instalada no Pólo Industrial de Manaus (PIM) e que tem 111 anos de fundação.

Seus cerca de 2.800 componentes vão entrar no Sambódromo às 4h.

A Grande Família

 Um dos enredos mais folclóricos e um desfile dos mais esperados do ano. Com “Eu Quero É Ser Feliz”, a A Grande Família vai levar ao público uma homenagem ao empresário Murilo Rayol, 69, figura marcante da sociedade local e do Carnaval carioca. A Grande Família entra no Sambódromo às 4h com 3.800 integrantes.

Um sambista nato, o homenageado é parceiro musical de personalidades como o músico Neguinho da Beija-Flor, intérprete oficial da escola de samba carioca Beija-Flor de Nilópolis.

Nos bastidores a informação é que a agremiação amazonense tentou, por meio do próprio Rayol, até antes da apresentação de hoje, contar com o próprio Neguinho para desfilar pela A Grande Família. O único entrave é que, no domingo, ele tem que estar no Rio de Janeiro comandando a Beija-Flor, que é a 5ª agremiação a entrar na Marquês de Sapucaí no 1º dia de desfile das grandes do Carnaval carioca. A surpresa está no ar...

Aparecida

A maior campeã do Carnaval amazonense, com 22 títulos, fará uma bela homenagem ao Pará e a seu povo. A partir de 5h20, com os primeiros raios do Sol e 3.800 componentes, entra em cena a Mocidade Independente de Aparecida com o tema “Égua, maninho! Espia só! Tem açaí, tem tucupi, tem maniçoba. Tem carimbo, Çairé e Siriá. Tem boto e tem Iara, de Marajó, encantaria de arrepiar... Tem Ver-o-Peso, e rio-mar. Tem Nazinha a nos abençoar... A Aparecida vem mostrar. Que aqui também tem Pará!”.

Ordem do desfile

20h – Primos da Ilha

21h20 – Andanças de Ciganos

22h40 – Vitória Régia

00h – Vila da Barra

1h20 – Reino Unido da Liberdade

2h40 – Unidos do Alvorada

4h – A Grande Família

5h20 – Mocidade Independente Aparecida

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.