Publicidade
Carnaval
Especiais

Parintins recebe Centro Integrado de Comando e Controle para a segurança do Festival Folclórico

A cidade, durante o festival, será monitorada por 22 câmeras do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), com apoio de equipes das políciais Civil, Militar, Federal, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e órgãos públicos no comante à criminalidade, prevenção de acidentes e segurança aeroportuária 23/06/2015 às 16:54
Show 1
Estrutura do CICC que vai monitorar o Bumbódromo durante os três dias do Festival Folclórico
Cinthia Guimarães Parintins (AM)

Com expectativa de receber 70 mil visitantes durante o Festival Folclórico, que será realizado neste fim de semana, a cidade de Parintins ganhou nesta terça-feira (23) a instalação do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). A 325 km distante em linha reta de Manaus, Parintins possui 110 mil habitantes, segundo o censo de 2014, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O CICC consiste num centro de monitoramento que realiza ações integradas de inteligência, fiscalização, socorro, pacificação de território, prevenção aquática, repressão, prevenção contra acidentes, segurança aeroportuária e proteção ao meio ambiente na cidade de Parintins e durante a festa no bumbódromo. O CICC é composto por três centros, sendo o principal em Manaus, um centro regional em Parintins e um centro local no quino andar do bumbódromo, Centro de Parintins.

Segundo o secretário executivo adjunto de Segurança para Grandes Eventos, coronel Dan Câmara, 2 mil servidores do Estado estão trabalhando na “Operação Parintins 2015”, sendo 1.200 só na segurança integrada.

A cidade será monitorada por 22 câmeras de segurança instaladas em partes estratégicas como porto, aeroporto, praça da catedral, bumbódromo, estádio Tupy Catanhêde, bar Comunas, bar Chapão, entre outros.

“O CICC planeja e opera de forma integrada em um mesmo ambiente, diferente do Ciops, porque diminui o tempo de resposta para atender ao cidadão em qualquer incidente. Em vista da atual situação, esta estrutura está custando 30% mais barato que o do ano passado”.

O CICC também vai monitorar o bumbódromo com 16 câmeras para evitar e prevenir qualquer sinistro, acionando as equipes de segurança que estarão de plantão, como Polícias Militar, Civil, Federal, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Secretaria de Saúde.

“Trabalhamos em conjunto com a Secretaria de Cultura, que por conhecer o bumbódromo pode passar a bola para o CICC. Em nenhum outro festival tivemos essa estrutura de segurança que tivemos este ano”, informou o coronel Dan Câmara.

Uma central de fiscalização também fará parte dos trabalhos do CICC para garantir a segurança e o bem estar da cidade, executada pelos órgãos fiscais com poder de polícia, tais como Secretaria de Meio Ambiente, Vigilância Sanitária, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

O projeto CICC foi desenvolvido e implantado durante a Copa do Mundo em Manaus e o governo do Estado tem utilizado como estratégia de segurança na realização de grandes eventos no estado.

Publicidade
Publicidade