Publicidade
Carnaval
ACHADOS E PERDIDOS

Perdeu algum objeto no desfile das escolas de samba? Veja onde procurá-lo no Sambódromo

Além de organizar o “Achados e Perdidos”, Sejusc realiza ações de conscientização sobre assédio neste que é o primeiro Carnaval em que Importunação Sexual é crime 03/03/2019 às 01:38 - Atualizado em 03/03/2019 às 01:41
Show whatsapp image 2019 03 03 at 00.04.33 edea40df 739d 4c33 bfdd 60998b914341
Foto: Antônio Lima
Vitor Gavirati Manaus (AM)

O folião que perder algum pertence durante o desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial do Carnaval de Manaus pode procurar a sala da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) no Bloco G do Sambódromo. Neste, que é o primeiro Carnaval em que a Lei da Importunação Sexual está em vigor, a Sejusc também está promovendo uma ação de prevenção ao assédio sexual.

Segundo a titular da Sejusc, Caroline Braz, diversas pessoas têm procurado a sala para procurar objetos perdidos e também deixar materiais que foram encontrados no Sambódromo. A secretária também afirmou que, até o momento, nenhuma denúncia de assédio sexual foi registrada durante o desfile.

“Além das ações nas bandas e blocos sobre a questão da exploração sexual de menores, aqui nós estamos com o Ônibus da Mulher e uma equipe circulando pelo Sambódromo, explicando a questão da importunação sexual. Esse crime é punido com pena de prisão que varia de um a cinco anos, algo grave. A gente percebe que a galera veio para se divertir, não registramos nenhuma denúncia de importunação sexual. Nós estamos com a ação conscientizando o respeito à mulher”, afirmou a secretária.

Publicidade
Publicidade