Publicidade
Carnaval
CURIOSIDADES

Proibição de celular, reforços e tentativas: bastidores das escolas antes do desfile

Agremiações do Grupo Especial do Carnaval de Manaus montam estratégias curiosas para a sua apresentação do próximo sábado (2) no Sambódromo 26/02/2019 às 16:46
Show celularnafolia 6cc534ac 30bf 4d61 9806 c952609d2ea8
Na Reino Unido da Liberdade, que busca o tetra, está proibida a utilização de celular durante o desfile / Foto: Nacho Doce/Reuters
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Na reta final para os desfiles do grupo Especial, no próximo sábado (2), a partir de 20h no Sambódromo, as escolas de samba afinam os últimos detalhes para deixar tudo pronto e fazer ainda mais bonito na passarela. Nas quadras, e principalmente nos barracões da Morada do Samba,  o clima é de correria para acabamento de alegorias. No entanto, a preparação de uma escola de samba também se faz nos bastidores.

Na Reino Unido da Liberdade, atual tricampeã do Carnaval amazonense, a preparação da harmonia não encerrou nem com a realização do ensaio geral no último final de semana. Em postagem feita ontem em sua página no Facebook, o diretor de Harmonia da agremiação do Morro da Liberdade, Clemilton Pinto, comunicou que no desfile da escola de samba está proibido o uso de celular.

“Não será permitido o uso de celular durante o desfile. O uso compromete a evolução e o andamento da escola. Isso pode nos levar à derrota. Contamos com a colaboração de todos e a Harmonia agradece. O desfile é um espetáculo a céu aberto e o folião é um ator e deve ser visto assim”, postou Clemilton Pinto, também conhecido no meio cultural como “Peara”.

Em busca do sonhado tetracampeonato, a agremiação traz como tema “Tambores, Crença e Costumes Afro-Brasileiros – A Benção Mãe Zulmira”, homenageando a África e os 30 anos do 1º título de grande expressão da escola de samba (em 1989, num dos maiores desfiles já realizados na antiga avenida do samba da Djalma Batista, a Reino venceu com “Mãe Zulmira, o Amanhecer de Uma Raça”, contando a história da famosa mãe de santo do bairro Morro da Liberdade).

Paraenses

Na Mocidade Independente de Aparecida, sua direção tenta fechar já há algum tempo com alguma personalidade paraense para justificar ainda mais seu enredo: “Égua, maninho! Espia só! Tem açaí, tem tucupi, tem maniçoba. Tem carimbo, Çairé e Siriá. Tem boto e tem Iara, de Marajó, encantaria de arrepiar... Tem Ver-o-Peso, e rio-mar. Tem Nazinha a nos abençoar... A Aparecida vem mostrar. Que aqui também tem Pará!”.

A primeira tentativa foi com Joelma, ex-vocalista da banda Calypso, mas a dificuldade de alocar uma data em sua agenda de shows dificultou a vinda, bem como a do lendário cantor de carimbo Pinduca.


O cantor Wanderley Andrade poderá ser uma das atrações paraenses da Aparecida no desfile do próximo sábado, dia 2 / Foto: Antonio Lima

“Estamos tentando trazer o cantor Wanderley Andrade, que de vez em quando está aqui em Manaus. É uma possibilidade”, declarou o presidente e um dos carnavalescos da agremiação verde e branca, o jornalista Saulo Borges.

Ciganerey na Alvorada

Na Unidos do Alvorada, a busca por grandes resultados fez a azul e branco da Zona Centro-Oeste trazer um luxuoso reforço: o cantor carioca Ciganerey, ex-intérprete da Estação Primeira de Mangueira e que fechou este ano com a Acadêmicos da Rocinha, agremiação de grupo de acesso do Rio de Janeiro.  Ele defenderá em Manaus o enredo “All-in – Copag pra ver. Na passarela do Samba a Alvorada dá as cartas”, retratando a história do famoso jogo de cartas.


O cantor carioca Ciganerey, ex-Mangueira, vai interpretar o samba-enredo da Unidos do Alvorada este ano / Foto: Divulgação 

“A Rocinha se apresenta na sexta-feira, dia 1º de março, e logo em seguida eu pego o avião com destino a Manaus para defender a Unidos do Alvorada. Estou muito feliz, adoro Manaus e se Deus quiser vai dar tudo certo. Vamos à luta, fazer um belíssimo Carnaval e, quem sabe, tentar surpreender”, disse o intérprete para A Crítica.

Cahê e Alzier na Verde e Rosa

Na Vitória Régia, que vai homenagear os 70 anos do jornal A Crítica e o jornalista Umberto Calderaro com o enredo “Tinta nas veias, a verdade nas mãos: na crítica de Calderaro ‘70 Anos’ a voz de uma nação”, a novidade trata-se de um retorno: o de Alzier do Samba. No famoso desfile de 1995, cujo tema era também uma homenagem ao jornal e seu fundador – “Hoje Quem Bota a Banca sou Eu” -  também era o músico o intérprete oficial. A agremiação mais antiga da cidade também recrutou os serviços do carnavalesco carioca Cahê Rodrigues, que até ano passado estava na Imperatriz Leopoldinense e que é o elaborador do enredo.


O carnavalesco Cahê Rodrigues, ex-Grande Rio e Imperatriz, hoje está na Vitória Régia/ Foto: Reprodução/Internet

“Nós estamos tendo uma preocupação muito grande quanto à história rica de seu Umberto Calderaro, afinal são 70 anos de jornalismo. A ideia é exaltar a história desse guerreiro que é um homem de um milhão de amigos, que sempre lutou pelo jornal, pela família, uma pessoa religiosa em toda a sua história de vida. Falar da alegria que ele irradiava e as paixões dele pelo futebol e Carnaval. Além disso, deixou um legado através do jornal A Crítica, que se ampliou em um conglomerado de comunicação. E terminamos com uma mensagem para o mundo”, destacou Cahê, que é o carnavalesco da escola junto com Júnior Thompson.

Hora da verdade

A apuração das notas de todos os quatro grupos do Carnaval de Manaus será feita no dia 4 de março, Segunda Gorda, a partir de 10h no Sambódromo. As primeiras notas a serem apuradas serão as dos grupos C, B e A, e, em seguida, as do Grupo Especial.

Inscrições para o Concurso de Fantasias e Máscaras

O prazo de inscrições para o Concurso de Fantasias e Máscaras, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), foi prorrogado e agora vai até as 14h da próxima quarta-feira (27). O evento acontecerá no dia 3 de março, Domingo Gordo de Carnaval, com desfiles das 15h às 21h, no Salão Solimões, anexo ao Centro Cultural Palácio Rio Negro, na avenida 7 de Setembro, Centro, Zona Sul. O aviso de alteração no cronograma do edital da disputa foi publicado, na sexta-feira (22), no site editais.cultura.am.gov.br, onde também estão disponíveis o regulamento completo, modelo da ficha de inscrição, anexos e demais documentos exigidos.

Publicidade
Publicidade