Publicidade
Carnaval
Especiais

Raça, amor e Pará: Obidense é a prova que o Peladão desperta em todas as gerações

Invicto no Peladão Brahma com 100% de aproveitamento, o Obidense está há 30 anos do Peladão 04/12/2015 às 14:35
Show 1
Na torcida eles são a garantia de que sempre vai rolar uma festa
equipe peladão 2015 ---

Três vezes escolhida a melhor torcida do Peladão e apaixonada pelo time Obidente, a Torcida Organizada Obidense está sempre presente em todos os jogos que os “Filhos de Óbidos” fazem no certame e, se depender da animação e incentivo extra campo, o time será campeão do Peladão Brahma 2015.

Ao som de marchinhas de carnaval, samba, gritos de guerra e até o hino de Óbidos, eles vibram da arquibancada tornando-se um 12º jogador importante para o clube, com direito ao mascote tipicamente paraense, o jacaré. E para dar o tom nos ritmos das músicas, a torcida organiza tem taróis, surdos, repiques, tamborins, saxofones, entre outros instrumentos.

Obidense da gema, o presidente da torcida organizada, Marcos Vinícius, 45, mora em Manaus há 23 anos, quando veio a trabalho na área do comércio. Ele explicou que 10 pessoas fazem parte a diretoria da organizada e afirmou que mais de 100 pessoas estão na beira do campo em todos os jogos do time, com a camisa personalizada.

Para o presidente do Obidense e treinador, Donis Bentes, a torcida organizada é de suma importância. “Eles (jogadores) ficam mais motivados, é uma energia positiva que vem de fora do campo. E o bom disso tudo é que a torcida organizada conhece todos os jogadores e gritam pelo nome deles”, frisou.

100%Invicto no Peladão Brahma com 100% de aproveitamento, o Obidense está há 30 anos do Peladão. Neste ano o time busca o primeiro título do campeonato. “Esse ano a estratégia é manter a humildade, não falar muito senão a gente fica no meio do caminho. Temos o apoio em massa do torcedor e o nosso foco é grande, com jogadores experientes como o Pará, Lima, Weber, Maranhão, Come-Lixo, Pimenta ... a maioria da base tem passagens pelo profissional”, enfatizou Bentes.

Outros craques de renomes integram a equipe do Obidense, como o preparador de goleiro Marinho Macapá (ex-nacional) e o massagista Mundinho - fez história no Nacional e São Raimundo cuidando dos jogadores.

O diretor de esporte do clube, Walmir Ferreira, explica que o Obidense não parou e nem dissolveu o elenco do ano passado e apenas algumas peças foram trocadas. O time faz a preparação com treinamento de parte física na Ponta Negra e fundamentos no campo no campo do Clube dos Sargentos.

Walmir destaca que todos os jogos são acompanhado pelo conterrâneos em Ódidos (PA) pois todas as informações são atualizadas no site do Obidense. Caso o time chegue à final, um barco será fretado e encararão um dia e uma noite sobre as águas para lotar o estádio.

Craque made in Belém

Nascido em Belém, Moisés Assis Alves, o “Pará”, é um dos craques do Obidense e joga o Peladão desde 2010. Com passagens pelo Bragantino de Bragança (PA) e Tuna Luso, ele chegou a disputar o Parazão antes de vir para Manaus em 2008 para jogar pelo Sul América. Depois de cinco anos ausente do Peladão, ele retorna esse ano e já acumula cinco gols. “Estamos bem motivados. Lógico que ainda não pegamos times bons, clássicos com o Compensão, Panair, Cidade Nova que são clubes tradicionais, mas estamos confiantes”.

Lima é o astro do elenco

Integrante da equipe, Antônio Golvinho, ou “Lima” como é conhecido internacionalmente, é craque de Óbidos desde 2012, quando recebeu o convite de Donis Bentes e Walmir Ferreira. Experiente e rodado por clubes como Roma (Itália), Locomotiv de Moscou, times nos Estados Unidos e Dubai, entre outros, o atleta agora quer conquistar o título do Peladão Brahma. “O Peladão é correria, muito diferente do profissional, mas com certeza o objetivo é o título, tudo na hora de Deus”, profetizou.

Publicidade
Publicidade