Publicidade
Carnaval
PLANEJAMENTO

Secretário de Cultura Denilson Novo propõe que Carnaval 2019 comece a ser discutido

“Proponho que façamos uma reunião após este Carnaval para que possamos analisar quais os pontos fortes e fracos para 2019”, disse 15/02/2018 às 15:48
Show show denilson novo
Foto: Arquivo A Crítica
Paulo André Nunes Manaus (AM)

O Carnaval de Manaus 2019 precisa ser discutido desde já, visando o desfile das escolas de samba do próximo ano. É o que propôs o secretário de Estado da Cultura (SEC), Denilson Novo. “Proponho que façamos uma reunião após este Carnaval para que possamos analisar quais os pontos fortes e fracos para trabalharmos para 2019”, comentou Novo.

O secretário parabenizou todas as agremiações e envolvidos pela organização do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Manaus 2018, mesmo em face das dificuldades. “Nos alegramos em poder nos aproximar e presenciar dessa grande festa e parabenizamos a todos. Sabemos das dificuldades e barreiras encontradas, como a questão do repasse financeiro. Houve divergências entre as escolas, mas conseguimos fazer o Carnaval que teve como tema ‘A Festa de Todos’”, disse ele.

O secretário de Cultura participou da mesa de apuração dos quatro grupos das escolas de samba do Carnaval amazonense composta por membros da União das Escolas de Samba do Amazonas (UESAM) e da Comissão Organizadora do Grupo Especial. Ele frisou que o Governo do Estado trabalhou de forma integrada para oferecer um Carnaval justo e participativo.

“Agradeço a cada uma das partes que se dedicou imensamente para a realização deste Carnaval, que foi uma festa de superação em todos os quesitos. O Governo do Amazonas, com a participação de cada secretaria, trabalhou de forma integrada levando a sério o tema ‘A Festa de Todos’, porque o Carnaval é uma festa só, seja dos blocos e bandas de rua, do Carnaboi, ou dos desfiles das Escolas de Samba”, disse.

Por fim, Novo enfatizou o poderio econômico do Carnaval como festa de “expressão de talentos como na música”. “Nosso esforço e dedicação é para garantir uma gestão participativa para que todos possam oferecer à população um período de festas, que é tão importante para o cenário cultural e econômico do Estado”, declarou o secretário.

Publicidade
Publicidade