Publicidade
Carnaval
Especiais

Torcedores aprovam 'óculos' do projeto A CRITÍCA 360º

Uma equipe da RCC passeou com o dispositivo móvel - que mais lembra um óculos - pelos entornos da arena  26/06/2015 às 15:46
Show 1
Ernailson Correa e Lucas Eduardo se mostram incrédulos com o que veem
Laynna Feitoza Parintins, AM

“Inovador”, “dimensional” e “parece que a gente está dentro da Arena”. Isso foi apenas alguns dos comentários dados por alguns brincantes dos bois Caprichoso e Garantido no início da tarde da última sexta-feira ao viverem uma experiência emocionante. Enquanto eles estavam em meio às filas quilométricas que se formaram do lado de fora do Bumbódromo, esperando a abertura dos portões para o 50º Festival Folclorico de Parintins, eles foram um dos primeiros a testarem o óculos de realidade virtual do projeto A CRÍTICA 360º, disponibilizado pela Rede Calderaro de Comunicação sob a proposta de mostrar o Festival sob um ângulo pra lá de diferente.

A equipe de A CRÍTICA circulou com o dispositivo móvel pelos entornos da Arena. Algumas imagens dos ensaios dos bumbás filmadas em Parintins estavam embutidas na tela computadorizada do dispositivo, localizadas na parte que seria a lente de um óculos comum. Com isso, alguns torcedores foram convidados para colocarem o dispositivo, olharem para cima, para baixo e laterais e assim descreverem a sensação, classificada por muitos deles como “um festival em tempo real – mesmo fora da festa”.

“Parece que dá para ver a galera toda. Olhava para baixo e via o chão e os detalhes todos da Arena, ao invés daqueles do lugar onde eu estou. Vale muito a pena, porque dá para ter a sensação do que acontece”, disse o comerciante Lucas Eduardo, 18, que veio da Venezuela para o festival torcer pelo Garantido. Já para o estudante torcedor do Caprichoso Ernailson Correa, 21, a inovação tecnológica deu uma nova dimensão para quem quer ver o Festival Folclórico. “É uma nova visão em outras dimensões, o que é muito interessante. Vi a Arena em vários ângulos diferentes e senti como se eu estivesse lá. Vemos detalhes que nos passam despercebidos”, alegou.

Funções

De acordo com o suporte de tecnologia da TV A CRÍTICA, Eduardo Avinte, o projeto veio para as pessoas que estiverem de fora vejam imagens do festival. “O aparelho se chama Oculus VR, da Samsung”, conta. Para fazer as imagens do ensaio, ele explica que algumas câmeras GoPros foram encaixadas em cases. “São seis GoPros instaladas em um dos dois cases, e o outro case leva 10 GoPros. As imagens são captadas simultaneamente”, destaca.

Ainda segundo Avinte, cada GoPro tem angulagem de 120º graus e, com a junção delas no case, elas conseguem alcançar a angulagem de 360º. Uma equipe estará na Arena em todos os dias do Festival fazendo as gravações dos momentos chaves das apresentações, como a Marujada ou Batucada, na entrada dos bois, entre outros. O “óculos 360º” estará no Bumbódromo, onde pessoas credenciadas vão estar passando pelas áreas do Bumbódromo fazendo as experimentações no público. “Qualquer pessoa vai poder utilizar”, encerra Eduardo.

Aceitação

E as declarações sobre o dispositivo continuam: “Achei muito legal e muito diferente pra gente daqui de Parintins. Para quem não está no Bumbódromo e coloca o óculos, a emoção é muito grande”, disse a “garantida” Aline Freire. “Acho que se trata de algo inovador, uma nova forma de presenciar o Festival sem estar presente. As imagens são bem realistas”, afirma a “caprichosa” Andressa Lima.

Publicidade
Publicidade